Smartphone com Ubuntu já pode ser comprado por brasileiros

bq aquarios

Uma notícia que quase não dá para acreditar (calma que tem pegadinha). A BQ, empresa espanhola que vem apostando no ainda desconhecido da grande massa, Ubuntu para smartphones, agora está vendendo seus telefones para qualquer parte do planeta em sua loja pela internet.

Os modelos que a BQ está vendendo são o Aquarios E4.5 que custa €169.90 e o Aquarios E5 que custa €199.90. A diferença dos dois aparelhos está no tamanho da tela que no Aquarios E4.5 é de 4.5 polegadas e no Aquarios E5 é de 5 polegadas, além da câmera traseira de 8mpx para o Aquarios E4.5 e 13mpx e dois leds para flash.

Ambos os aparelhos devem funcionar na 3G brasileira devido a trabalharem nas frequências  de 900 MHz e 2100 MHz.

Agora você está esperando a pegadinha né? É simples, estes preços estão sem nenhum imposto e há a gigantesca probabilidade de o aparelho ser taxado ao entrar no país, e o valor do aparelho pode dobrar, ou quem sabe até superar o dobro do valor em impostos.

Se você quer arriscar e depois nos dar a graça de um review, por favor, corre na loja da BQ e compra o teu.

Categoria: Ubuntu | Tags: , , , ,

Tecla “?” no Lenovo E431

P_20150807_175919

Tem coisa mais chata do que pressionar uma tecla no teclado e nada aparecer na tela? Para piorar você procura uma segunda opção no teclado e não encontra? Pois é, passei por isso ao reinstalar o Ubuntu no meu Lenovo E431, com os caracterres “?” e “/”, mas não foi difícil encontrar a solução.

A solução para este problema, para quem utiliza Ubuntu e outras distribuições baseadas no Debian, é simples e pelo que pesquisei se aplica a vários outros modelos da Lenovo vendidos no Brasil.

Para resolvermos de vez este problema, abra o gedit pressionando a tecla Super(também conhecida como tecla Windows) e digitando gedit. Ao aparecer o ícone do Editor de Texto, clique nele para abrir o programa.

Vá no menu Arquivo, Abrir e vá na pasta home(provavelmente já irá abrir nesta pasta). Pressione as teclas Ctrl+h para mostrar os arquivos ocultos e abra o arquivo com nome .xsessionrc. Se ele estiver vazio, copie e cole o conteúdo abaixo.

#!/bin/bash
setxkbmap -model thinkpad60 -layout br

Salve o arquivo e encerre a sessão e entre com seu usuário e senha novamente. Pronto, o problema das teclas estará resolvido.

Se este tutorial resolveu o seu problema em outro modelo de notebook, não esqueça de deixar um comentário dizendo o modelo do seu notebook para que mais pessoas sejam beneficiadas.

Esta dica também pode funcionar em outras distribuições não baseadas no Debian, mas não fiz este teste para ter certeza.

Categoria: Ubuntu | Tags: , , , ,

Apt-get upgrade ou dist-upgrade?

Para quem utiliza o terminal, mesmo que já tenha alguma experiência, a palavra dist-upgrade ainda gera bastante confusão e, ao contrário do que muita gente imagina, não vai atualizar sua distribuição para uma versão mais nova como por exemplo da 14.10 para a 15.04.

Para auxiliar nesta explicação, vou apelar para o manual do comando(man apt-get):

upgrade
upgrade é usado para instalar as versões mais recentes de todos os pacotes presentemente instalados no sistema a partir das fontes enumeradas em /etc/apt/sources.list. Os pacotes presentemente instalados com versões novas são obtidos e instalados; em nenhumas circunstâncias os pacotes presentemente instalados serão removidos, nem pacotes já  instalados serão obtidos e instalados.Os pacotes presentemente instalados com novas versões e que não possam ser atualizados sem alterarem o estado da instalação de outro pacote serão deixados na versão presente. Deve ser executado primeiro um update para que o apt-get fique a saber que estão disponíveis novas versões de pacotes.

dist-upgrade
dist-upgrade adicionalmente a executar a função do upgrade, também lida inteligentemente com as alterações de dependências com as novas versões de pacotes; o apt-get tem um sistema de resolução de conflitos ‘inteligente’, que irá tentar atualizar os pacotes mais importantes a custo dos pacotes menos importantes, caso necessário. Portanto, o comando dist-upgrade pode remover alguns pacotes. O ficheiro /etc/apt/sources.list contém uma lista de localizações de onde obter os ficheiros de pacotes desejados. Veja também apt_preferences(5) para um mecanismo para sobrepor as definições gerais em pacotes individuais.

Resumindo: Os dois comandos irão atualizar os pacotes já instalados no seu sistema, porém o dist-upgrade é mais completo e inteligente. Provavelmente você terá menos problemas futuros se utilizar o dist-upgrade ao invés de utilizar apenas o upgrade.

Ainda ficou alguma dúvida sobre as duas opções do comando apt-get? Mande sua pergunta nos comentários que responderemos assim que possível.

Categoria: Ubuntu | Tags: , , , , ,

Páginas: 12345... 95»