Beagle Search

Categoria: Ubuntu | Palavras-chave: , , , , , ,

Não quero deixar o blog parado mas como isso é inevitável neste final de semana vou “plagiar” um post do meu amigo Andre.

Hoje vou falar sobre o Beagle, aplicativo que permite fazer buscas em seu computador sem a necessidade de varrer todo o HD toda vez que se quer procurar alguma coisa.

A idéia do Beagle é a mesma do Google Desktop. O Beagle indexa os arquivos, emails, histórico do navegador e tudo que você tem no computador que pode ser identificado por alguma palavra. Com esses índices prontos, não é necessário sair varrendo o HD toda vez que se quer procurar alguma coisa pois tudo já está pronto esperando por ser procurado, como em um banco de dados.

A instalação padrão do Ubuntu não traz o Beagle instalado mas os pacotes estão disponíveis nos repositórios. Não vou passar comandos de shell para que você instale o Beagle. Já que inventaram o Synaptic, não custa nada abrir ele e clicar no botão de procurar e fazer a busca pelo pacote. Assim é muito mais simples e intuitivo.

Para rodar o daemon de indexação do beagle, entre no terminal e digite como usuário nomal, não use o root.

$ beagled

O deamon irá gerar um log com o progresso da indexação em ~/.beagle/Log.

Seguindo os passos que encontrei no site do Beagle, descobri algo que me surpreendeu. Ao executar o comando:

$ beagled –fg –debug –replace

As primeiras linhas de resultado me reportaram o seguinte:

$ Debug: Starting Beagle Daemon (version 0.2.6)
$ Debug: Running on Mono 1.1.13.6

Traduzindo: o Beagle é feito em .Net. Mais precisamente em Mono.

Isso acima foi só uma curiosidade. Voltando ao Beagle, agora você deve estar se perguntando como começar a indexação? A indexação começou no momento em que foi digitado o comando “beagled”. Por padrão, tudo será indexado em seu computador. Como você pode não gostar desta idéia, existe uma interface de indexação “beagle-settings” para que você posso escolher o que deve e não deve ser indexado.

A indexação será feita aos poucos sem nenhuma interferência no que você estiver fazendo. Quando o processador estiver “vago” o beagle aproveita o tempo para fazer o seu trabalho. Existe a opção de forçar a indexação completa do seu computador(isso consome bastante recursos). Para forçar a indexação, depois de rodar o beagle, execute o seguinde comando no terminal:

$ export BEAGLE_EXERCISE_THE_DOG=1

Existe também a possibilidade de gerar índices estáticos. Estes índices podem ser feitos para dados que não são modificados com frequência como partições NTFS e FAT32. Não vou entrar em detalhes sobre isso.

Depois desse monte de configuração que não deve ter sido interessante para muita gente(até parece que o blog é super visitado) , vamos utilizar de verdade o Beagle. Pelo menos no meu Ubuntu não foi criado nenhum atalho no menu para facilitar a inicialização do programa. Para iniciar o Beagle Search pressione Alt+F2 e digite o comando “beagle-search”. Pronto, agora você pode começar suas buscas com muito mais eficiência.

Antes que eu me esqueça, existe um plugin do Beagle para o firefox que pode ser encontrado em http://beagle-project.org/Firefox_Extension.
Para quem não tinha o que escrever acho que já escrevi muito por hoje. Abaixo seguem as tradicionais screenshots, dessa vez do Beagle Search.

 

Beagle SearchBeagle Search 1

Publicado em 7 de julho de 2006 | 2 Comentários

Ivan Brasil Fuzzer

Ivan Brasil Fuzzer

Faço parte do grupo Tchelinux(http://www.tchelinux.org). O Tchelinux é um grupo de voluntários que trabalha com software livre e ainda acredita que boas coisas podem ser feitas nesta comunidade; desde que saibamos repassar aos que estão iniciando que Software Livre é um aprender e repassar o conhecimento incessante. Sou líder do Ubuntu-BR-RS juntamente com a Marta Vuelma. Tentamos divulgar a distribuição e auxiliar novos usuários por todo o estado do Rio Grande do Sul, as vezes em outros estados também. Sou um amante incondicional de software livre. Vivo apaixonado pelo Ubuntu.

Mais posts do autor (856)

2 Comentários

  1. Andre Almeida disse:

    Duas coisas a comentar.

    Você não falou em como fazer que ele indexe sempre que o computador ficar ocioso, ou seja, mesmo após você reiniciar o PC quando ficar ocioso ele voltar a indexar.

    E no Fedora ele aparece no Menu e vem junto com a instalação padrão. :)

    Ele fica em Locais -> Search

  2. Ivan Brasil Fuzzer disse:

    Aqui ele fica para iniciar automaticamente sem necessidade de configuração. Até tem a opção para iniciar automaticamente no beagle-settings.
    Quanto ao menu, eu esperava que tivesse uma identificação melhor, por isso nem reparei na opção em Locais, procurei por alguma opção que tivesse o Beagle no nome.

Deixe seu comentário

Website