Idiomas e Sistemas

Categoria: Geral | Palavras-chave: Sem palavras-chave

Gnu/LinuxA revista Linux Magazine traz em seu editorial do mês de maio uma interessante comparação entre Idiomas e Sistemas Operacionas. Abaixo irei fazer um resumo do que achei mais interessante.
“Quem tem como primeira língua o português costuma achar que a língua é fácil. Somos alfabetizados nessa língua e pensamos nessa mesma língua.”
“Por mais exagerada que possa parecer esta afirmação que faço a seguir, existem semelhanças entre o processo de alfabetização e o uso de um computador. Nós aprendemos a pensar em computadores da forma como o computador se apresenta para nós pela primeira vez. A lógica que aprendemos do funcionamento do computador advém do raciocínio que nossa interface com ele nos impõe. Essa interface é o sistema operacional.”
“Se a primeira experiência de um usuário com seu copmutador ocorre através do Linux, e assim continuar, inevitavelmente ele será condicionado a pensar em computadores pela ótica desse sistema. Nesse caso, ao utilizar outros sistemas operacionais, o usuário certamente experimentará certa confusão.”
“Os inúmeros projetos de inclusão digital que utilizam Linux já perceberam isso. E a maior concorrente do Linux nos desktops pessoais, a Microsoft, evidentemente também já está ciente. Uma prova clara disso é a recente oferta da empresa, de uma licença de seu sistema operacional mais básico acompanhada de seu conjunto de aplicativos de escritório por apenas três dólares.”
“… atingimos um ponto em que, mesmo sem levarmos em conta a segurança muito maior dos sistemas abertos, nem uma drástica redução do preço da concorrência é suficiente para que esse serviço tenha o mesmo custo que teria em sistemas Windows.”
“Significa também que é muito provável que vejamos em breve toda uma geração de usuários de copmutador perfeitamente “fluentes em linux”, após serem introduzidos ao fabuloso mundo digital através desse sitema.”
“Parece interessante, para uma escola, educar seus alunos em uma “língua” que lhes permita explorar mais fundo e buscar sozinhos o conhecimento, de forma mais segura e a custos mais baixos que os praticados pelos detentores dos direitos do outro “idioma”. Se ainda levarmos em conta o fato de que o uso dos sistemas abertos cresce em ritmo cada vez maior, essa oferta- do linux – parece boa demais para ser ignorada.”
Este editorial vem bem na hora em que estou organizando material, para professores de crianças, sobre softwares educacionais em Linux. Isto no mínimo me encoraja mais e me mostra que estou no caminho certo ao oferecer estas ferramentas para os “novos usuários” do mundo digital.

Publicado em 21 de Maio de 2007 | 4 Comentários

Ivan Brasil Fuzzer

Ivan Brasil Fuzzer

Faço parte do grupo Tchelinux(http://www.tchelinux.org). O Tchelinux é um grupo de voluntários que trabalha com software livre e ainda acredita que boas coisas podem ser feitas nesta comunidade; desde que saibamos repassar aos que estão iniciando que Software Livre é um aprender e repassar o conhecimento incessante. Sou líder do Ubuntu-BR-RS juntamente com a Marta Vuelma. Tentamos divulgar a distribuição e auxiliar novos usuários por todo o estado do Rio Grande do Sul, as vezes em outros estados também. Sou um amante incondicional de software livre. Vivo apaixonado pelo Ubuntu.

Mais posts do autor (856)

4 Comentários

  1. joao smart disse:

    boa sorte, afinal os professores provavelmente não foram “alfabetizados” pelo linux.
    :)

  2. Os professores não foram alfabetizados pelo linux mas foram eles que procuraram pelo Linux durante o FLISOL e foram eles que pediram para que fossem ensinadas as “manhas” do Linux para eles e para os alunos.
    Pelo menos a boa vontade estará presente entre os alunos, professores e colaboradores.

  3. Andre Almeida disse:

    Eu quero ver é tu achar ferramentas educacionais que prestem de *verdade*.

    ;)

  4. Muito legal vc ter colocado aqui… cheguei no site da Linux Magazine e queriam cobrar pra ver a matéria, por isso cheguei aqui pelo Google. :-)

    Concordo com a matéria.

Deixe seu comentário

Website