Ubuntu Feisty Fawn

Categoria: Ubuntu | Palavras-chave: Sem palavras-chave

Antes de começar o post quero informar que os problemas citados pelo Andre, em seu post sobre a versão beta do feisty fawn, foram todos corrigidos. O network-manager respeita as configurações feitas manualmente e não fica apenas com uma placa de rede ativa, isto só acontece se não for informada uma configuração manual.
A alguns dias atras passei por duas situações totalmente opostas.
Resolvi, enfim, testar o update-manager para migrar meu Ubuntu Edgy, instalado em meu notebook, para a versão Feisty. Na primeira tentativa, fiquei com medo de realizar o procedimento por não ter feito um backup dos meus dados(minha vida está neste notebook). Passei o dia inteiro olhando para o botão “Atualizar”, que aparecia ao lado da notificação de nova versão da distribuição, mas não conseguia sentir a confiança necessária. Algusn dias depois, resolvi que iria fazer o tal upgrade mesmo sem ter feito um backup. Antes de fazer a atualização da distribuição, fiz uma atualização dos pacotes já instalados no Edgy, e entre estes pacotes estava o update-manager. Após a atualização, não consegui mais visualizar a opção de atualizar a distribuição. Fiquei pensando comigo; “Escapei de algo muito ruim, pois cancelaram o upgrade”. Mais um dia se passou e fiz o mesmo procedimento para ver se conseguia fazer o upgrade e novamente o update-manager estava na lista de atualizações e após a atualização pude fazer o upgrade da distribuição. Passei quase toda a tarde baixando pacotes para a atualização até que chegou a hora de fazer a instalação dos pacotes. Tudo parecia maravilhosamente quando derepente o update-manager parou de responder e fui obrigado a reiniciar o processo de upgrade. Fiquei bastante tempo até conseguir que a atualização fosse recomeçada. Quando consegui fazer a atualização recomeçar, um grande susto. Minhas fontes se transformaram em quadrados na tela. Eu não conseguia ler nada que estava escrito nas janelas. Reiniciei o computador após as atualizações e nada se modificou, eu continuava vendo apenas quadradinhos na tela. Felizmente os ícones não mudaram de forma e pude ver que ainda tinha atualizações para serem feitas e fui fazendos as mesmas mesmo sem entender nada que aparecia nos botões dos diálogos que iam aparecendo. No final, reiniciei mais uma vez meu Ubuntu e tudo estava maravilhosamente perfeito. Passado o susto, pude ver que a instalação foi mais perfeita do que eu poderia imaginar, o driver de minha placa wireless continuou funcionando e até o beryl continuou funcionando perfeitamente, apenas meu papel de parede não permaneceu mas isso nem dá para considerar.
A segunda situação foi muito mais prazeirosa. Instalei o Ubuntu em uma máquina top de mercado, um AMD Athlon X2 5200 com 2 GB de memória DDR2, placa de vídeo Nvidia Gforce 7600, placa mãe Asus M2N SLI Deluxe, HD Sata 2 de 250 GB e gravador de DVD. A instalação foi uma maravilha de tranquila e ao iniciar o Ubuntu tive a curiosidade de ativar os efeitos do desktop e para minha surpresa não precisei fazer nada além de alguns cliques para tudo funcionar.
A conclusão de toda essa bagunça foi que o Ubuntu está mais do que preparado para o usuário comum.

Publicado em 4 de Maio de 2007 | 1 Comentário

Ivan Brasil Fuzzer

Ivan Brasil Fuzzer

Faço parte do grupo Tchelinux(http://www.tchelinux.org). O Tchelinux é um grupo de voluntários que trabalha com software livre e ainda acredita que boas coisas podem ser feitas nesta comunidade; desde que saibamos repassar aos que estão iniciando que Software Livre é um aprender e repassar o conhecimento incessante. Sou líder do Ubuntu-BR-RS juntamente com a Marta Vuelma. Tentamos divulgar a distribuição e auxiliar novos usuários por todo o estado do Rio Grande do Sul, as vezes em outros estados também. Sou um amante incondicional de software livre. Vivo apaixonado pelo Ubuntu.

Mais posts do autor (856)

Um comentário

  1. Esta é uma grande verdade. O Ubuntu é uma super distribuição do Linux. Tudo muito fácil e intuitivo.
    Só não tenho muita paciência em botar jogos para rodar com o Wine, mas o meu note também não ajuda muito, com jogos mais antigos como Diablos II vai melhor que no Windows e os efeitos visuais do Ubuntu são super show.
    Falando dos jogos uma experiência legal que eu tive foi neste fim de semana em que resolvi instalar o Windows em outra partição do HD de meus note. Caramba que trampo! Enquanto que em 30 min instala-se o Ubuntu com poucos cliques e todas as atualizações (a velocidade de internet influeincia muito) e se instalar o Ubuntu sem as atualizações em 10 min seu computador fica pronto pra usar.
    Já o Windows… Além de demorar para instalar, tem que ir no site do fabricante do note e baixar os drivers um por um… Ta loko meu…

    Abrax

Deixe seu comentário

Website