O Banrisul trai o pinguim

Categoria: Geral | Palavras-chave: Sem palavras-chave

Notícia “requentada” pela Info, a original é de julho de 2006.

Em entrevista dada ao revista Info, Ney Michelucci Rodrigues, de 52 anos, diretor de TI do banco estatal fala sobre a migração das estações Linux para Windows XP.

Alguns dos argumentos usados por Michelucci são válidos mas na pergunta abaixo ficou totalmente estranha a justificativa de manter os sistemas atualizados já que a escolha foi pelo Windows XP que já está com os dias contados.

Em que, exatamente, o uso do Linux sairia mais caro?
O banco precisa estar sempre atualizado nas versões que rodam nas máquinas, e o que tínhamos aqui era um Conectiva desatualizado. Sairia mais caro porque eu já tenho uma série de situações com contratos da Microsoft, como suporte de alto nível. Agregar mais 7 mil posições não altera em nada esses contratos, enquanto nos manter em Linux me obrigaria a contratar um integrador. Com o Linux, o custo sairia entre 10% e 15% mais alto.”

Cada um sabe o que faz mas como correntista do banco não fiquei satisfeito com as explicações.

Publicado em 21 de outubro de 2008 | 5 Comentários

Ivan Brasil Fuzzer

Ivan Brasil Fuzzer

Faço parte do grupo Tchelinux(http://www.tchelinux.org). O Tchelinux é um grupo de voluntários que trabalha com software livre e ainda acredita que boas coisas podem ser feitas nesta comunidade; desde que saibamos repassar aos que estão iniciando que Software Livre é um aprender e repassar o conhecimento incessante. Sou líder do Ubuntu-BR-RS juntamente com a Marta Vuelma. Tentamos divulgar a distribuição e auxiliar novos usuários por todo o estado do Rio Grande do Sul, as vezes em outros estados também. Sou um amante incondicional de software livre. Vivo apaixonado pelo Ubuntu.

Mais posts do autor (856)

5 Comentários

  1. Já faz algum tempo que nas estações de trabalho o Banrisul utiliza o Windows, por mim tudo bem, mas dar uma explicação irreal igual a essa é de matar, tudo bem que o velho tem 52 anos e deve estar com dificuldades de aprendizagem, mas não precisa mentir pra justificar sua opção ¬¬

  2. Thomaz, também já sei a muito tempo que o Banrisul utiliza Windows. Como disse no artigo, não fiquei satisfeito com as explicações porque elas demoraram tanto tempo para ser dadas e vieram assim.
    Só lembrando a todos que o banco é estatal, logo, o dinheiro de todo mundo está ali, mesmo que indiretamente.

  3. Rafael disse:

    Apenas para efeito de comparação.

    Trabalho no Banco do Brasil e lá o Linux no desktop é quase 100% (na minha agência de 40 máquinas, 1 usa windows porque tem um software que não foi migrado pra Linux ainda).

    E nos TAA já começou a migração de OS2 pra Linux, dentro de uns 2 anos, será tudo 100% Linux tanto no desktops, quanto nos servidores e TAA.

  4. Opa Fly, podia dar um relato de como o pessoal se dá com o Linux.

  5. Rafael disse:

    Os funcionários nem percebem que usam Linux hehehe tamanha é a transparência.

    Editor de texto, planilhas eletrônicas, apresentações, os softwares de “escritório” são uma versão do OpenOffice modificada pelo próprio BB.

    Usa-se Firefox para internet. Alguns aplicativos utilizados no dia-a-dia são feitos em java e o SISBB que é o aplicativo mais utilizado funciona através de terminal de conexão remota.

Deixe seu comentário

Website