Kubuntu, Uma semana utilizando KDE 4.2

Categoria: Ubuntu | Palavras-chave: Sem palavras-chave

Não lembro qual foi a primeira interface gráfica que usei no linux, na verdade eu nem sabia que isto existia, para mim era tudo Linux. O que lembro é que sempre gostei muito do KDE e só parei de usar após começar a usar o Ubuntu. Neste tempo me adaptei e passei a dominar a nova interface ao ponto de esquecer como funciona o KDE.

Alguns anos se passaram e resolvi dar uma nova chance para o KDE e então instalei o KUbuntu. Como não podia ser diferente, a beleza do KDE impressiona bastante.

Tirando a parte visual, Menu K bastante diferente do que eu estava acostumado, não observei nada que justificasse uma nova mudança e minha volta ao KDE. Achei que o Adept mudou muito e para pior, confesso que depois de uma semana não acerto de primeira os passos para atualizar o sistema.

Confesso que não testei todos os aplicativos, até porque não utilizo coisas como cliente de email e gerenciador de contatos. Tentei realizar as mesmas tarefas que realizo no Gnome em dias normais de trabalho.

Minhas conclusões. O KDE mudou bastante e ficou muito melhor. Está cheio de “eye candy” e isto pode agradar a muitos. Talvez por estar acostumado com o Gnome não consegui me adaptar ao KDE. Os menus, embora melhorados, não estão tão a mão e são necessários alguns cliques a mais para fazer minhas tarefas mais corriqueiras.

Uma coisa simples que preciso fazer foi criar um “Lançador” onde preciso passar parâmetros para um programa invocado pelo wine. Esta opção, que considero simples e fundamental, não consegui encontrar no sistema.

Mesmo não conseguindo me adaptar, ainda considero válido o teste por todos que ainda estão querendo se decidir por uma ou outra interface gráfica. Provavelmente alguém mais “cru” não terá as mesmas dificuldades que eu, viciado com outra interface, tive.

Publicado em 2 de março de 2009 | 3 Comentários

Ivan Brasil Fuzzer

Ivan Brasil Fuzzer

Faço parte do grupo Tchelinux(http://www.tchelinux.org). O Tchelinux é um grupo de voluntários que trabalha com software livre e ainda acredita que boas coisas podem ser feitas nesta comunidade; desde que saibamos repassar aos que estão iniciando que Software Livre é um aprender e repassar o conhecimento incessante. Sou líder do Ubuntu-BR-RS juntamente com a Marta Vuelma. Tentamos divulgar a distribuição e auxiliar novos usuários por todo o estado do Rio Grande do Sul, as vezes em outros estados também. Sou um amante incondicional de software livre. Vivo apaixonado pelo Ubuntu.

Mais posts do autor (856)

3 Comentários

  1. Eric Lúcio disse:

    Eu descobri o GNOME e KDE quase que simultaneamente , naquela empolgação de querer saber tudo sobre o novo sistema. Logo de cara achei o KDE com a organização da interface dos programa muito bagunçada e não-intuitiva. Apesar de que existem programas únicos feitos para KDE, digo unicos aqueles que são “os” melhores. O K3B, o K9Copy e Kdenlive.
    Tentei dar uma chance ao KDE com a versão 4.2 mas ainda nao me adaptei, acho o gnome uma interface que está seguindo o caminho certo do que os usuários realmente querem, algo simples e fácil. O quesito beleza da interface fica como um bônus.

  2. Iron Junior disse:

    Estou a 5 dias com o KDE.

    Na verdade eu nunca gostei do KDE (o antigo) por que tudo parecia desproporcional e não tinha a metade do desenho e da praticidade desse novo.

    Mas esse novo foi muito bem trabalhado, nada é “seco” ou mau desenhado. O que mais me impressionou foi os plasmoides que não estão dando problemas e não atrapalham os programas gráficos. O menu comecei apanhando também colocando os softs que mais usava no favoritos, mas depois dei um botão direitto no menu K e coloquei estilo clássico que fica igual ao do Gnome (feio, só que mais prático(faltou só o pesquisar nesse clássico)).

    Bem na verdade, estou apanhando ainda porque estava a 3 anos usando apenas o Gnome (desde quando vim para o Linux), mas como me agradei tanto em 5 dias com o KDE e ele aparentemente está mais bem desenhado e estruturado (navegador de arquivos, boxes, plasmoides que não interferem etc) vou ficar por aqui. Acho que o Gnome precisa dar um inovada no design assim como o KDE.

  3. Iran disse:

    N sei se nessa ultima versao ja saiu
    Mias kd os icones da area de trabalho?
    Pow tem q abrir akela janelinha pra icones q negócio mais tosco assim ele vai ficar muito bagunçado e sem logica
    N sou nenhum fanatico por Gnome n pra lançar essa critica eu msm uso o kde desde a época do conectiva 8
    Pow a aparencia ate q ta bonita mais devinha mudar o tema pra algo diferente do vista
    pq se vao inovar n precisam copiar
    Tirando tudo isso o KDE4 ta show de bola

Deixe seu comentário

Website