Google Chrome no Ubuntu

Categoria: Ubuntu | Palavras-chave: Sem palavras-chave

Mesmo não sendo recomendada sua instalação, resolvi ver a quantas anda o Google Chrome para Linux. Como já havia lido antes, já instalei o navegador esperando que muitas coisas não funcionasse, logo, não fiquei decepcionado.

Vamos ao começo então. Para baixar a versão para Linux, vá no seguinte endereço:

http://www.google.com/chrome/intl/en/eula_dev.html?dl=unstable_i386_deb

Clique no botão “Accept and download” para começar o download do pacote DEB. Ao finalizar o download, dê um duplo clique no pacote e instale-o através do GDEBI.

Após instalado, o Chrome poderá ser encontrado no menu Aplicativos -> Internet -> Google Chrome.

A primeira coisa que verá ao abrir o programa será um aviso de que esta é uma versão de desenvolvimento e não deve ser usado por usuários finais e que muitos problemas poderão ser encontrados. Além destas informações, também são dadas algumas informações de como proceder ao encontrar algum bug.

captura_de_tela-google-chrome-dev-build1

Clicando em OK nesta janela, o navegador será aberto com algumas informações do que, com certeza, não funcionará. Na lista temos plugins como flash, impressão, textos complexos entre outros.

captura_de_tela-google-chrome-dev-build-warning-google-chrome1

Em meu primeiro teste de navegação tentei entrar no site de busca da própria Google e fiquei um tempo espetando e nada acontecia. Verifiquei minha conexão com a internet e tudo funcionava, procurei por configurações de proxy no Chrome e estas não existiam. Verifiquei minhas configurações de proxy no gnome e tudo estava certo então deduzi que o Chrome não suporta proxy. Como sou administrador da rede, liberei minha máquina do proxy e então o Chrome conseguiu navegar.

captura_de_tela-google-google-chrome1

A próxima página a ser testada foi o nosso querido Ubuntero. A página abriu melhor do que eu esperava, já que tive problemas na exibição quando tentei o Chrome no windows logo após seu lançamento. Tirando algumas coisas em flash, o site funcionou direitinho.

captura_de_tela-ubuntero-google-chrome1

Outras constatações foram que, embora seja capaz de exibir caracteres acentuados, não é possível escrever textos com acentuação.

Juntando os prós e contras, achei que o navegador até que promete funcionar bem no linux, agora temos que esperar para ver tudo funcionando para então dar um veredito final.

Publicado em 10 de junho de 2009 | 2 Comentários

Ivan Brasil Fuzzer

Ivan Brasil Fuzzer

Faço parte do grupo Tchelinux(http://www.tchelinux.org). O Tchelinux é um grupo de voluntários que trabalha com software livre e ainda acredita que boas coisas podem ser feitas nesta comunidade; desde que saibamos repassar aos que estão iniciando que Software Livre é um aprender e repassar o conhecimento incessante. Sou líder do Ubuntu-BR-RS juntamente com a Marta Vuelma. Tentamos divulgar a distribuição e auxiliar novos usuários por todo o estado do Rio Grande do Sul, as vezes em outros estados também. Sou um amante incondicional de software livre. Vivo apaixonado pelo Ubuntu.

Mais posts do autor (856)

2 Comentários

  1. dbdbdb disse:

    seria legal se não ficasse dentro da barra de título da janela do GTK
    pois um dos atrativos do Chrome é a grande area de visualização

  2. Edurocker disse:

    ★ CHROME SEM ACENTUAÇÃO — SOLUÇÃO [RESOLVIDO]

    – Em sua barra de endereços escreva chrome://flags/#disable-direct-write e pressione ENTER.
    – Agora, clique em “Ativar” para o Direct Write ser desativado do Chrome.
    – Reinicie o navegador e boa diversão.

    Funfa 100% ;)

Deixe seu comentário

Website