Revista Espírito Livre - Ed. #018 - Setembro 2010

Revista Espírito Livre - Ed. n #018 - Setembro 2010

Caro leitor, trazemos mais uma nova edição que, para não ser diferente, foi gerada depois de muito trabalho de uma equipe batalhadora, e que merece todo o respeito. Procuramos disponibilizá-la no menor tempo possível, entretanto a falta de certos recursos inviabilizaram o processo. Mesmo assim, estamos aqui como a edição do mês de setembro. Tivemos a oportunidade de estar frente a frente com Linus    Torvalds, criador do Linux, o popular kernel que habita em diversos de nossos computadores. Ele esbanjou simpatia ao nos receber em uma longa entrevista durante a LinuxCon, em São Paulo. Não somente a entrevista, mas juntamente com o fato de que ainda não havíamos tido uma capa sobre o tão falado pinguim, além de sua popularidade já comprovada, foram os responsáveis pela escolha deste tema. Apesar do bate-papo ter sido longo, preferimos publicá-lo na íntegra, sem cortes, onde Torlvalds, assim como em várias de suas declarações, divide opiniões por onde passa. O que se constata é que, kernel após kernel, o Linux se fundamenta como uma solução viável entre os mais diversos usuários. Isto graças, não somente a Torvalds, mas a uma comunidade atuante e sempre em evolução. Quanto a entrevista, agradecimento especial a Kemel Zaidan, que esteve no evento representando a Revista Espírito Livre.

Além da entrevista, contamos ainda com a colaboração de diversos outros parceiros, que fundamentaram bem o tema de capa. Ricardo Ogliari faz uma análise do pinguim nos dispositivos móveis, mais especificamente nos celulares, enquanto Rodrigo Carvalho foca o seu uso no Android, o sistema operacional baseado em Linux, que vem se popularizando rapidamente entre as empresas que produzem aparelhos de celular e seus respectivos usuários, que por diversas vezes, se apresentam como fãs da plataforma. Jomar Silva faz uma pergunta interessante sobre os usuários linux: “Quem não usa Linux?”, afinal muitos usam sem saber! Alexandre Oliva avalia pontos polêmicos que envolvem o este famoso kernel e levanta várias questões que merecem ser analisadas.

Em paralelo a isso tudo, os outros colaboradores também enriqueceram a edição com suas matérias: Marco Passos destaca a dificuldade de coordenar projetos colaborativos enquanto Jamerson Tiossi afirma que o usuário doméstico é a fronteira final quanto a adoção do software livre no desktop. André Déo e Aécio Pires descrevem como gerenciar redes com o Zabbix e prometem continuar com outros artigos a respeito. Alexandre A. Borba levanta questões de reflexão sobre a recente criação da suite LibreOffice.

Além destes, outros também contribuiram e o meu sentimento é de muita gratidão com todos, entre estes os nossos parceiros das promoções, sorteios e brindes.

Estamos pipocando de promoções e desta vez batemos o recorde entre todas as edições. São promoções para todos os gostos. Cursos, maratonas, eventos, livros, kits e muito mais. Convidamos os leitores a sempre visitarem o site oficial da revista, pois algumas promoções acabam sendo feitas somente através do site, de nossas redes sociais, parceiros, etc. Vale ressaltar ainda que, se você já participou de uma promoção, pode se inscrever nas demais promoções, sem problema. Só não há necessidade de se inscrever numa mesma promoção várias vezes, já que os registros duplicados são excluídos. É torcer e ficar atentos às novidades!

Um forte abraço a todos nossos leitores, que mês após mês, nos revigora com mensagens de conforto e garra, muito importantes para que nos fortalecer e mantermos nosso compromisso de ler informação de qualidade e credibilidade, a custo zero ao leitor. Reforço a chamada por diagramadores e aproveito ainda para me desculpar pelos artigos que ainda não foram publicados. Já estão na lista de tarefas. Até a próxima!

Fonte: http://www.revista.espiritolivre.org/?p=693

Ubuntu 10.10 (Maverick Meerkat) Release Candidate

Faltando 10 dias para o lançamento do Ubuntu 10.10 (Maverick Meerkat) hoje foi lançada a candidata a versão final do Ubuntu 10.10.

Várias mudanças foram feitas no sistema, mas estas serão mostradas em vídeos que divulgaremos a partir de amanhã. Caso queira se aventurar e testar esta versão candidata, abaixo seguem os links para download:

Esta versão não é estável e não deve ser utilizada em computadores de produção.

[   ] ubuntu-10.10-rc-alternate-i386.iso
[   ] ubuntu-10.10-rc-alternate-i386.iso.torrent
[   ] ubuntu-10.10-rc-desktop-amd64.iso
[   ] ubuntu-10.10-rc-desktop-amd64.iso.torrent
[   ] ubuntu-10.10-rc-desktop-i386.iso
[   ] ubuntu-10.10-rc-desktop-i386.iso.torrent
[   ] ubuntu-10.10-rc-netbook-i386.iso
[   ] ubuntu-10.10-rc-netbook-i386.iso.torrent
[   ] ubuntu-10.10-rc-server-amd64.iso
[   ] ubuntu-10.10-rc-server-amd64.iso.torrent
[   ] ubuntu-10.10-rc-server-i386.iso
[   ] ubuntu-10.10-rc-server-i386.iso.torrent

Contador de dias para o Ubuntu 10.10

Tradicionalmente o Ubuntu lança o contador de dias para a nova versão, sei que desta vez saiu a algum tempo, mas eu preferi aguardar até faltar 10 dias para o lançamento pelo simples motivo de deixar o 10.10 mais “perfect 10” :P

Abaixo você pode ver os contadores disponíveis e os códigos a serem inseridos em seus blogs e sites:

The next version of Ubuntu is coming soon

<a href="http://www.ubuntu.com/"><img src="http://www.ubuntu.com/countdown/banner1.png" border="0" width="180" height="150" alt="The next version of Ubuntu is coming soon"></a>

The next version of Ubuntu is coming soon

<a href="http://www.ubuntu.com/"><img src="http://www.ubuntu.com/countdown/banner2.png" border="0" width="180" height="150" alt="The next version of Ubuntu is coming soon"></a>

The next version of Ubuntu is coming soon

<a href="http://www.ubuntu.com/"><img src="http://www.ubuntu.com/countdown/banner3.png" border="0" width="180" height="150" alt="The next version of Ubuntu is coming soon"></a>

The next version of Ubuntu is coming soon

<a href="http://www.ubuntu.com/"><img src="http://www.ubuntu.com/countdown/banner4.png" border="0" width="180" height="150" alt="The next version of Ubuntu is coming soon"></a>

Problema com “adicionais de convidado”

Se você instalou o Ubuntu 10.10 beta e não conseguiu ter um tamanho de tela legal mesmo depois de instalar os adicionais de convidado e reiniciado a máquina virtual, a solução é bem simples.

Abra o terminal e digite os seguintes comandos:

sudo apt-get update
sudo apt-get install build-essential linux-headers-$(uname -r)
sudo apt-get install virtualbox-ose-guest-x11

Reinicie a máquina virtual e poderá redimensionar tranquilamente a tela da máquina virtual que tudo se ajustará automaticamente.

Definido o papel de parede padrão do Ubuntu 10.10

Atualizações da versão 10.10 beta hoje trouxeram o que deve ser o novo papel de parede padrão do Ubuntu 10.10, veja abaixo:

Caso queira, abaixo seguem os outros papéis de parede disponíveis para a próxima versão do Ubuntu que será lançada no dia 10 de outubro.

Se preferir, faça o download do pacote com todos os papéis de parede, incluindo as duas “animações” abaixo:

Remover kernel antigo

Com o tempo e atualizações do Ubuntu, várias entradas de kernel são enfileiradas no Grub. Para quem utiliza apenas o Ubuntu como sistema operacional isto não é problema, já para quem tem outro(s) sistema(s) o número de entradas pode ser incômodo, além de usar espaço em disco sem necessidade.

O comando abaixo remove todas as entradas, menos a última, de uma só vez. O comando deve ser utilizado apenas depois de já ter testado todo o seu hardware e programas para ter certeza de que nada parou de funcionar após uma atualização.

dpkg -l 'linux-*' | sed '/^ii/!d;/'"$(uname -r | sed "s/\(.*\)-\([^0-9]\+\)/\1/")"'/d;s/^[^ ]* [^ ]* \([^ ]*\).*/\1/;/[0-9]/!d' | xargs sudo apt-get -y purge

Esta dica foi retirada do blog do André Gondim.

Dica de tela de inicialização

Navegando pelo site OMGUbuntu encontrei uma dica de alteração da tela de inicialização do Ubuntu que deixa a mesma muito mais bonita que a oficial.

Para instalar este tema entre no site Gnome-look e role a página para baixo até chegar no ponto da imagem abaixo:

Escolha o segundo arquivo onde diz “ubuntu sunrise deb”. Depois de baixado siga este artigo para fazer a instalação do tema.

Tema instalado, agora basta reiniciar o computador para ver a nova tela de inicialização.

Painel do Gnome bagunçado?

Você vai a algum lugar palestrar e pluga o projetor no seu notebook e o tal projetor suporta 800×600 como resolução máxima. Ok, dá para fazer sua apresentação mas no final você tem os applets do painel do Gnome totalmente desconfigurados e nem sempre adianta reiniciar o X porque os applets não vão voltar para o lugar.

A solução mais simples é desbloquear todos os applets e recolocá-los, um por um, no seu devido lugar, mas isso é um trabalho chato e desnecessário.

A solução para estes problema é retornar o painel ao padrão de instalação e para isto digite o seguinte comando no terminal:

rm -fr ~/.gconf/apps/panel

O comando acima irá apagar as configurações do painel e para ter efeito você deve encerrar sua seção e entrar novamente. Esta dica é válida caso você tenha apagado algum painel por ou sem querer, os painéis excluídos voltarão ao padrão.

Alpha, beta e final

Aproveitando que a versão Beta do Ubuntu 10.10 foi lançada, gostaria de explicar o que significa dizer que um software está em versão Alpha, Beta ou Final. Para programadores ou testadores de software isto parece trivial, mas para usuários comuns isto nem sempre é verdade.

As versões Alpha e Beta tem uma coisa em comum, são versões indicadas apenas para teste. No entanto, elas tem suas diferenças como mostrarei abaixo.

Versão alfa

A versão alpha (ou alfa) de um produto (geralmente uma aplicação da área de informática) é normalmente definida quando este produto ainda está em fase de construção e testes. Mas só os programadores envolvidos têm acesso, e não ao publico em geral. Porém, os usuários que serão beneficiados com o software poderão testar o sistema em um ambiente controlado nas instalações do desenvolvedor, caracterizando o processo denominado teste alpha.

O nome alfa deriva de uma letra do alfabeto grego e naquele sistema numeral tem valor 1. Por isso que esta versão pode ser considerada a primeira fase de um software, ou seja, os primeiros passos.

A definição da wikipédia pode deixar os usuários confusos, pois ela diz que o software não estaria disponível para teste pelo grande público, o que não é verdade. A grande característica de uma versão Alpha é a instabilidade e mudança de rumos que o projeto pode sofrer a todo o momento. Comparando com uma viajem, você sabe de onde saiu, sabe onde quer chegar, mas o caminho pode ser traçado e repensado a todo o momento.

Versão beta

A versão beta é a versão de um produto (geralmente software) que ainda se encontra em fase de desenvolvimento e testes. No entanto, esses produtos muitas vezes são popularizados bem antes de sair a versão final.

Na prática, sempre que um programa é lançado em versão Beta, significa que o próprio desenvolvedor (quem fez o programa) admite que o programa ainda não está pronto e pode ter problemas, porém já está em um nível decente para a utilização, mesmo que sem nenhuma garantia.

A ideia é usada há muito tempo na computação, com as versões beta e alfa (as alfa são ainda mais inacabadas e geralmente lançadas em caráter meramente experimental) os usuários podem experimentar e testar características novas e detalhes das novas versões, enquanto os desenvolvedores recebem informações valiosas sobre como o novo produto (nova versão) deve ser melhorado, já que as pessoas que usaram aquela versão de testes podem apontar facilmente o que gostaram e não gostaram.

Ao contrário das versões Alpha, as versões Beta já tem o caminho bem traçado e já estão praticamente prontas para o lançamento, necessitando apenas de correções de pequenos(as vezes grandes) problemas(bugs) para que a versão possa ser chamada de final e então ser lançada no mercado como produto já acabado.

As versões Finais são lançadas depois de passados os testes e definições das versões anteriores. Estas versões não estão livres de problemas, mas estes já foram extremamente amenizados durante o período de testes.

Acredito que com este artigo você consiga entender o porque de sempre ver a frase “Esta versão não deve ser utilizada em ambiente de produção” quando anunciadas as versões Alpha e Beta de qualquer software.

Lançado Ubuntu 10.10 Beta

Por pura falta de tempo este artigo foi extraído do blog do André Gondim. O lançamento da versão Beta do Ubuntu foi ontém, como previa o cronograma.

Está no ar o Ubuntu 10.10 Maverick Meerkat Beta. Por ser uma versão Beta ainda não é aconselhável sua instalação em máquina de produção. Mas quem quiser já pode testar. Versão saindo na data programada, como visto abaixo:

3 de junho: Alfa 1
1 de julho: Alfa 2
5 de agosto: Alfa 3
2 de setembro: Beta
30 de setembro: versão canditada
10 de outubro: Versão final

Se você está no Ubuntu 10.04 Lucid Lynx e quer passar para esta versão, apesar de ainda ser beta é possível fazê-lo da seguinte maneira, faça Alt + F2:

Irá aparecer o gerenciador de atualização e no campo superior direito a opção para o Ubuntu 10.10 Maverick Meerkat, caso não apareça, deverás ir em Sistemas –> Administração –> Canais de software e na aba Atualização alterar para Versão Normal e executar novamente o passo acima.

Houve bastante melhoria no visual e atualizações de pacotes. Esta versão tem:

  • GNOME 2.31.90
  • Inclusão da API do gconf e gsettings
  • Kernel 2.6.35-19
  • Kubuntu: KDE 4.5.0 com o navegador padrão Rekonq navegador baseado em webkit
  • Xubuntu: Xfce 4 com versão 4.6.2: Reprodutor de mídia Parole no lugar do Totem, Xfburn no lugar do Brasero, xfce4-taskmanager no lugar do Gnome-Task-Manager
  • Novo instalador do Ubuntu com opção para baixar codecs e driver proprietários já na instalação
  • Ubuntu One ainda mais fácil de conectar e para novos usuários
  • Central de Programas com histórico e com possibilidade de comprar softwares, por hora há um jogo
  • Gestos e multi toque, uma grande inovação nesta versão Ubuntu
  • Novidades no miniaplicativo do indicador de som com integração a aplicativos de som como Rhythmbox

Ubuntu 10.10 Maverick Meerkat Beta

i386 Desktop Torrent
i386 Netbook Torrent
i386 Alternate Torrent
i386 Server Torrent
AMD64 Desktop Torrent
AMD64 Alternate Torrent
AMD64 Server Torrent

Lubuntu 10.10 Maverick Meerkat (Ainda está no Alfa 3)
i386 Desktop

Kubuntu 10.10 Maverick Meerkat Beta
i386 Desktop Torrent
i386 Netbook Torrent
amd64 Desktop Torrent

Xubuntu 10.10 Maverick Meerkat Beta
i386 Desktop Torrent
i386 Alternate Torrent
amd64 Desktop Torrent
amd64 Alternate Torrent

Edubuntu 10.10 Maverick Meerkat
i386 Desktop Torrent
AMD64 Desktop Torrent

Mythbuntu 10.10 Maverick Meerkat Beta
i386 Desktop Torrent
AMD64 Desktop Torrent

Ubuntu Studio (Ainda está na Alfa 3)
i386 Torrent
amd64 Torrent

Wiki da versão Ubuntu 10.10 Maverick Meerkat.

Prometo, para este final de semana, um vídeo demonstrando o Ubuntu 10.10 Beta rodando em meu Desktop para que possamos visualizar todas, ou quase, as novidades desta versão.