Desabilitar Menu Global

Categoria: Ubuntu | Palavras-chave: , , , ,

Mesmo economizando bastante espaço no desktop, uma coisa que ainda não convenceu muito é a utilização do Menu Global pelo Unity. O menu global é o que faz com que os menus das aplicações saiam delas e fiquem na barra superior do sistema, dividindo lugar com a barra de título, sem conflitar com ela.

Em conversas com um amigo, ele sugeriu que a barra só fosse disponibilizada na barra quando a aplicação estivesse maximizada, eu concordo que seria a melhor maneira para evitarmos de movimentar tanto o mouse para abrir um menu e depois voltar para a aplicação. Para quem tem telas pequenas como netbooks, talvez essa reclamação não faça tanto sentido, mas para quem tem monitores maiores e não trabalha com todas as janelas maximizadas, com o tempo, isso se torna um grande incomodo.

Para resolver de maneira a nenhuma aplicação ativar o menu global, devemos fazer o seguinte:

Abra o terminal pressionando Alt+Ctrl+t e digitando o seguinte comando:

sudo apt-get remove appmenu-gtk3 appmenu-gtk appmenu-qt

Depois de os pacotes removidos você terá que reiniciar o sistema para que a mudança entre em vigor, nem sempre apenas fechar a sessão resolve.

Existe maneira de retirar o menu em apenas algumas aplicações, mas isto é assunto para outro artigo.

Publicado em 26 de outubro de 2011 | 11 Comentários

Ivan Brasil Fuzzer

Ivan Brasil Fuzzer

Faço parte do grupo Tchelinux(http://www.tchelinux.org). O Tchelinux é um grupo de voluntários que trabalha com software livre e ainda acredita que boas coisas podem ser feitas nesta comunidade; desde que saibamos repassar aos que estão iniciando que Software Livre é um aprender e repassar o conhecimento incessante. Sou líder do Ubuntu-BR-RS juntamente com a Marta Vuelma. Tentamos divulgar a distribuição e auxiliar novos usuários por todo o estado do Rio Grande do Sul, as vezes em outros estados também. Sou um amante incondicional de software livre. Vivo apaixonado pelo Ubuntu.

Mais posts do autor (856)

11 Comentários

  1. Stefano disse:

    Cara isso é um saco fica consertando coisas, o Unity não está pronto ainda e não devia ter usado pelo Ubuntu, foi isso que me fez desistir da distribuição e usar o Mint Debian, esse fato que vc fala ai no post me incomodava d+ tenho um monitor de 27”, chega a ser ridiculo não terem pensado nisso, não sei mas o Ubuntu só tem a perder com esse tipo de coisa.

    • Stefano,

      Não considero isso como consertar, esse é o comportamento esperado pelos desenvolvedores do Unity. Tirar o menu global é uma escolha que cada um faz! A sugestão de comportamento chegará aos desenvolvedores que, acredito, implementarão de maneira diferente.

  2. Wadilson disse:

    Os sistemas operacionais instalados em computadores da Apple sempre tiveram esse comportamento, e os usuários dessa plataforma gostam.

    Talvez questão de costume. Como usei todo tipo de plataforma, me adaptei bem ao novo Unity, mais rápido que imaginei até.

    E ainda temos a vantagem, diferente dos usuários de Macs, de podermos usar o teclado para atalhos de menu (Alt-A abre Arquivo…)

    Pessoalmente evito grandes alterações na estrutura do sistema, mesmo que o Ubuntu permita. Numa atualização, por exemplo, as chances de eu ter um desktop bem bagunçado são grandes.

    No entanto, quem usa GNU/Linux sabe que essa é a nossa grande vantagem. Podemos alterar, reconfigurar, melhorar, mudar, trocar, de acordo com nossos gostos e necessidades.

    []s

  3. Klaibson disse:

    Bom Dia.

    Aquié o Klaibson, parceiro na troca de links, entre nossos blogs.

    Quero apenas lhe informar que troquei de links e peço para atualizar em seu blog, meu novo endereço é http://www.livreoffice.ws

    Boa semana.

  4. rairo disse:

    até que não achei incômodo, mas que a idéia é interessante, isso é.

  5. Kleber NG disse:

    Não é algo que tenha me incomodado, mas concordo que seria muito melhor se essa funcionalidade fosse ativada apenas quando com a janela maximizada.

  6. Aloizio disse:

    Acredito que isso também incomoda muita gente.

    Há várias maneiras de interagir com o sistema, os que adoram um teclado e os que não largam o mouse, cada um com seu motivo. no caso dos mais experientes, achar um programa no Unity não causa nenhuma dificuldade já que dominam o teclado. Mas, aqueles que pouco entendem de sistema, os tidos como iniciantes, (eu prefiro chamar de usuários) e que aprenderam a usar um sistema operacional usando apenas programas gráficos, só no clique do mouse, como fica? Tudo é uma questão de ponto de vista, é preciso uma avaliação mais abrangente.

    O menu com um painel enorme (janela podendo ficar em tela cheia) e dependendo da resolução do monitor, toma quase ¼, ou mais, da área, dividido em trés colunas horizontais, é improdutivo, são vários cliques sem objetividade.

    Na primeira coluna, dos “usados com mais frequência” não tem o menor sentido, pois, se são mais usados estes podem ficar disponíveis no painel de atalhos, no lançador rápido de aplicativos.

    Na terceira coluna aparecem sugestões de programas para serem instalados, também não tem o menor sentido, serve apenas para ocupar espaço, mais parece propaganda de produtos, Ubuntu Software Center está lá para essas finalidades.

    Enfim, a segunda coluna, o menu principal com seus poucos itens aparecendo e em ordem alfabética, para achar um item que comece com as últimas letras do alfabeto, é preciso expandir para mais itens, até ai já foram trés cliques, com mais um pode-se abrir um submenu na mesma janela e mais um clique escolher uma categoria de aplicativo, mas, se errar o caminho tem que fechar o menu todo e começar tudo de novo.

    Fica claro que se a pessoa tem boa memória o melhor mesmo é abandonar o mouse e adotar o teclado com seus atalhos ou digitando o nome do programa, no dash menu.

    Lembram da frase: “Simples e fácil de usar”

    Saudades do menu interativo.

    • O grande erro é achar que o que deve ser digitado é o nome do programa. O Dash serve para que o usuário digite o que quer abrir, sendo programa ou documento, não necessariamente pelo nome mas pelo que ele faz. Sei que ainda não está perfeito, não são trazidos todos os documentos ou programas, mas isto é tarefa para a versão LTS.
      Quanto a usar mais cliques, se você continuar querendo usar o computador como usava antes em outra interface, vai usar mais cliques mesmo, o objetivo é entender e usar a nova maneira de interagir com o desktop, entendendo vai utilizar menos cliques, muitas vezes nenhum inclusive, para fazer o mesmo que fazia com um, dois ou três cliques.
      Volto a dizer, a interface não está finalizada, esse é o papel das versões LTS, todas as outras versões no meio das LTS estão disponíveis exatamente para se fazer testes e aprimoramentos que serão definitivos nas versões LTS.
      Com certeza todas as críticas estão sendo lidas e ouvidas para que a versão LTS esteja o melhor possível, mas o principal é que a maneira de interagir com a interface mudou, e temos que mudar a maneira que interagimos, se ficarmos presos a maneira com que fazíamos antes, não vamos tirar proveito da nova interface e vamos achar que está tudo errado simplesmente porque temos que aprender algo novo.

  7. Bruno disse:

    Eu uso mais netbook, gosto que o menu esteja na barra. Entendo que é muito ruim para monitores maiores, o melhor mesmo seria que só acontecesse quando maximizado!

    Mas o que realmente sinto falta era da opção AUTO-OCULTAR que tinha antes do Unity nos menus, com isso tinha uma economia de espaço considerável. Mesmo que não usasse netbook gostaria desse recurso, gosto de poder usar a tela inteira com um aplicativo se que quiser.

    Antes do Unity era possível por um programinha do netbook remix, o MAXIMUS, ter todo o espaço da tela e com as barras da janela de aplicativo na barra do gnome… era tão bom… que eu ainda não qui atualizar para o 11.10, pois no 11.04 ainda era possível iniciar a sessão como ‘ubuntu clássico”, ou seja, gnome. Na verdade, esse recurso do menu global era o maximus… o problema é que agora não é mais possível auto-ocultar a barra!

    Enfim, queria perguntar: alguém sabe com resolver isso? como posso auto-ocultar a barra??

    abraços

    • Bruno,

      Não sei como implantar esta função que descreveu, quem sabe ache qualquer hora e com toda a certeza posto aqui.
      Só corrigindo a eterna confusão, o que você descreve como Gnome deve ser chamado de “Gnome Panel” e não somente como Gnome, até porque o Gnome não saiu do Ubuntu em momento nenhum, nem mesmo quando rodando o Unity que roda encima do Gnome.

  8. Bruno disse:

    Tem razão, o termo é esse mesmo “gnome panel” foi a ele que me referia com o termo “barra”… de qualquer forma, só queria saber como ocultá-la.
    Consegui descobrir uma forma de ocultar para quem usa Gnome Shell. Eis o link:
    http://www.webupd8.org/2011/05/how-to-remove-maximized-windows.html

    mas e para quem usa o Unity??
    e não é só eu que gostaria:
    http://askubuntu.com/questions/53662/autohide-the-top-panel-in-unity

    abraço

Deixe seu comentário

Website