Linux Mint 12

Categoria: Ubuntu | Palavras-chave: , ,

Para poder falar um pouco sobre o Linux Mint, baixei a última versão e utilizei por algumas horas. O resultado mostro no vídeo.

Farei mais teste para ver se minha opinião muda com um uso mais estendido.

Publicado em 6 de dezembro de 2011 | 21 Comentários

Ivan Brasil Fuzzer

Ivan Brasil Fuzzer

Faço parte do grupo Tchelinux(http://www.tchelinux.org). O Tchelinux é um grupo de voluntários que trabalha com software livre e ainda acredita que boas coisas podem ser feitas nesta comunidade; desde que saibamos repassar aos que estão iniciando que Software Livre é um aprender e repassar o conhecimento incessante. Sou líder do Ubuntu-BR-RS juntamente com a Marta Vuelma. Tentamos divulgar a distribuição e auxiliar novos usuários por todo o estado do Rio Grande do Sul, as vezes em outros estados também. Sou um amante incondicional de software livre. Vivo apaixonado pelo Ubuntu.

Mais posts do autor (856)

21 Comentários

  1. Milton disse:

    Bom dia Ivan!

    Adorei o fato de você postar um vídeo relacionado ao Linux Mint. Sempre ouvi falar bem do sistema, mas nunca tinha testado antes.

    Vou acompanhar a série. Abraços.

  2. Bela analise… Eu não sei mas o novo Gnome Shell é muito lento nos teste que fiz. Concordo contigo na boa que é a janela de configuração. Acho que Ubuntu devia vir uma assim por padrão. No mais não achei pratico, da pra ver que a migração é mais pra birra. Quando o povo pega birra (justificada ou não) kkk (conectiva que o lembre).

  3. Estou utilizando o Mint no trabalho, e pra mim ele é muito mais fácil e pratico de utilizar do que o ubuntu. Nos meus testes ele foi mais rápido durante o uso em questão de performance e instalações… tudo mais simplificado.

    O boot dele não senti diferença nenhuma na verdade… se teve é imperceptível… Estou utilizando ubuntu em casa e mint no trabalho, pra mim os dois são bons, mas ainda acho que o ubuntu fez caca ao usar o unity… e deixar praticamente de qualquer jeito a versão clássica…

    mint neles kkk :P

    Brincadeiras a parte, acho que o Mint tem muito caminho pra trilhar, mas já é um sistema promissor, visto que, pra mim, facilita bastante a utilização :)

    O que você achou confuso nele?

    • Trabalho com suporte e não tem nada mais confuso do que ter dois “menus”, um seguindo o padrão do Gnome Shell e outro seguindo algo misturando KDE e Unity. Você não imagina a confusão que isto gera na cabeça de usuários mais leigos.

  4. Francisco Martins disse:

    Ainda não testei o Linux Mint 12, mas nesse vídeo dá pra ver que ele não tem nada de tão impressionante assim em relação ao Ubuntu 11.10 e também acho que é a velha birra das pessoas não querer mudanças no que já usam, considero esse momento semelhante quando o Linux apareceu e as pessoas não quiseram abandonar o Windows. Não acho que a Canoinical tenha errado em adotar o Unity no Ubuntu e que deve melhorar nas próximas versões, na minha máquina uso a versão 11.10 mas com o Gnome Shell que achei bem mais rápido.

  5. Hugo Salvador disse:

    Também estou usando o mint e também não gostei do unity. Acho que a Canonical deveria ter investido mais no unity e lançar depois. Na minha opinião eles se anteciparam. Deveriam ter lançado ounity depois de trabalhar mais, podia lançar o unity junto com o ubuntu 12.10

  6. Claitom Sega disse:

    Eu já usei o Mint mas acabei por cair no gosto do ubuntu o qual sou usuário ;acho os dois muito fortes e creio que a mudança no Ubuntu para Unity melhorou o aspecto gráfico mas também ficou um pouco confuso também.Falha as x , cria um atalho fácil e de repente já não conseguia + talvez após alguma atualização.Com certeza o Mint está ficando muito forte e tende a disputar com o ubuntu.Mas o que eu realmente acho mais importante é que o movimento do software livre GNU/Linux está cada vez mais forte e temos nos livrado dos grilhões de certos sistemas operacionais que custam o olho da cara e vc não tem o direito a nada.Um ex comprei o pack com 5 cds da canonical por 7 e poucos dólares ,que digamos custa-se aproximadamente R$ 3,00 a unidade e faz tudo que certos Os caríssimos.
    Um abraço!

  7. Daniel Dias disse:

    Entendi!

    O “grande” diferencial é a personalização de temas! E eu baixei o Mint 12 achando que teria alguma coisa realmente nova e maravilhosa, e quando uso me vi voltando a uma mistura de versão antiga do ubuntu com menu debian e um pouco de unity, uma mistura que não simplifica nada o uso do sistema… voltei pra o Ubuntu satisfeito por perceber que ainda é o melhor pra mim.

  8. Milton disse:

    Adorei o feedback do pessoal. A minha intenção era instalar e deixar por um tempo, mas pelo que vi no vídeo e os comentários, o Mint não tem nada assim de tããão interessante.

  9. Olnei Araujo disse:

    Da discussão nasce a luz…concluo que o Ubuntu é o melhor e ponto. É minha escolha desde 2007 e não me arrependo.

  10. Rafael Pereira disse:

    Cara,uso Ubuntu 11.04 e Fedora 15 no meu notebook sem nenhum tipo de problema. Fui instalar esse Mint,mas infelizmente,ele trava depois de um tempo no meu computador. Ando pedindo informações dos caras nos fóruns deles,mas até agora nada.

    • Rafael,

      Este é um grande problema do Mint, estou tentando entrar em contato com o pessoal a mais de 6 meses para conversar sobre a distribuição no Openast e até agora não recebi nenhum tipo de resposta.

  11. Fernando disse:

    Instalei o Mint 12 em um netbook novo (com fusion e-350) e gostei bastante.

    Porém:
    -roda mais lento que o Windows 7
    -tem uma certa instabilidade
    -pouco costumizável (como o Windows)

    Para netbooks é uma boa opção, mas a versão com gnome 3 é um pouco pesada, para frente vou experimentar com o LXDE.

    Saudade da simplicidade do Gnome 2.X no Ubuntu 10.04 LTS, tudo era fácil, agora mesmo o Mint sendo bem mastigado, mas não é a mesma coisa…

  12. Análise bem parcial. Não utilizo o Mint, porém a análise pareceu-me travar uma batalha entre Ubuntu x Mint. Já não basta Linux x windows? Vamos começar a brigar entra as distribuições?

  13. O Linux Mint pede um hardware mais potente para aproveita-lo melhor , o Mint não foi feto para user type testes, por exemplo , A ideia da Distro é ser bem pragmática e conservadora em relação ao Ubuntu.

    saudações.

  14. Cara, parabéns pelo review, parabéns por fazer um review de uma plataforma que você gosta, pois há muita gente pedindo mesmo. Na minha visão o grande lance do Mint é que ele player qualquer mídia, aceita qualquer hardware, por que sua filosifia é agarrar tudo de bom do Ubuntu e utilizar também os repositórios proibidos com drivers “proprietários”. Esta é minha visão, mas de novo, parabéns!

  15. Rangel disse:

    Opá, muito bom ver outras opiniões :)

    eu só mudei pq não me senti bem com unity.

    sobre ser confuso, não achei, lento isso é vdd…

    Espero mais vídeos.

    Abs.

Deixe seu comentário

Website