Nvidia perde venda de 10 milhões de GPU’s

A resposta de Linus Torvalds sobre os drivers da NVIDIA para Linux fez bastante estrago. A empresa perdeu uma venda de 10 milhões de GPU’s para o governo Chinês que tomou conhecimento da declaração de Linux. A empresa espera perder algo em entre $ 200 e $ 500 milhões por causa deste suporte ruim.

O governo Chinês até se ofereceu para dar uma olhada no código fonte dos drivers da NVIDIA para tentar ajudar em algo, mas a empresa se negou a abrir sua propriedade intelectual e um acordo passou a não ser possível.

No final das contas, a concorrente AMD concordou em trabalhar junto ao governo para resolver problemas com suas GPU’s e irá fornecer os chips.

Só tenho uma coisa a dizer para a NVIDIA:

TOMOU?

A frase de uma só palavra deve ser entendida apenas pelos mais velhos.

Fonte: The Inquisitr

Eeepc com Ubuntu 12.04

Lá fora, a Asus lançou mais um computador com Ubuntu pré-instalado. Este seria mais um lançamento se não fosse pela versão do Ubuntu. Poucos fabricantes lançam computadores com Linux em versões atuais e a Asus conseguiu se antenar quanto a isso.

O Asus Eee PC 1225C é um bom notebook com processador Intel Atom Cedar Trail, FullHD através do conector HDMI, USB 3.0, tela de 11.6 polegadas, 2 GB de memória, HD de 320 ou 500 GB, webcam de 0.3 MP. Você pode ver a especificação completa no site.

Infelizmente não há notícias sobre a comercialização do modelo no Brasil, teremos que aguardar um bom tempo para que o modelo passe a ser comercializado por aqui, ainda mais com Ubuntu pré-instalado.

Mais detalhes sobre o modelo podem ser vistos no site da Asus

Novo portal para desenvolvedores

Para os desenvolvedores e interessados em desenvolver aplicativos para o Ubuntu, está disponível o novo portal para desenvolvedores.

No portal você pode conhecer ferramentas que facilitam e agilizam o desenvolvimento de aplicações, documentação, tutoriais. Também encontrará informações de como publicar sua aplicação e conseguir ajuda da comunidade. Infelizmente o portal está disponível somente em inglês.

Para acessá-lo entre no endereço developer.ubuntu.com.

Comerciais utilizando Blender

Já parou para pensar como são feitas as propagandas que você vê todos os dias na televisão? Muitos enchem a boca para dizer que estes comerciais só são possíveis em plataformas e programas proprietário. Por este motivo eu adoro a ignorância, deem uma olhada no vídeo abaixo onde os comerciais foram totalmente feitos no blender, sim, ferramenta de código aberto.

E antes que eu esqueça, a empresa que desenvolveu estes comerciais é brasileira.

Fonte: http://www.blendernation.com/2012/06/21/ovnivfx-demoreel-2012/#more-28660

Dia da Liberdade de Software 2012 – Novo Hamburgo

O Dia da Liberdade de Software 2012 é um evento global sobre Software Livre, cujo objetivo é comemorar e informar ao público sobre os benefícios de usar Software Livre.

O grupo de usuários SoftwareLivreVS, com o apoio da Feevale, realizará a edição local do evento em Novo Hamburgo / RS, no Campus II da Feevale, no Salão de Exposições do Prédio Arenito, das 13h às 17h, no dia 15 de setembro de 2012.

O evento é gratuito e haverá palestras, demonstração em computadores, distribuição de CDs com Software Livre, OpenSpaces, FestaDeAssinaturaDeChaves, contato com a comunidade local e muito Software Livre para usar em seu computador.

O evento está em fase de chamada de trabalhos.

Mais informações em http://wiki.softwarelivre-vs.org/DiaDaLiberdadeDeSoftware2012

Aniversário de 6 anos do Ubuntero

Seis anos se passaram e o site cresceu bastante. No início era um blog pessoal para documentar a aprendizagem de um usuário no mundo do Ubuntu e para aprender a trabalhar com um servidor web. Os acessos foram crescendo e o servidor teve que sair do meu quarto e passou para um servidor de verdade em uma empresa que tinha um link melhor, mas não era especializada no assunto.

O domínio mudou e passou a ser acessado através do endereço atual e deixou de ser um blog pessoal, virou um site para ajudar outras pessoas.

Outras ideias foram implantadas, várias pessoas passaram a contribuir com o site e hoje voltei a ser o único editor, o que pode mudar a qualquer momento, sempre estaremos disponíveis a novos colaboradores.

Hoje temos o Opencast que é um podcast já conhecido e até reconhecido no Brasil e até fora dele e temos o VideoCast que anda um pouco parado por falta de tempo, mas voltará em breve, até com cursos, promessa pessoal.

Muito obrigado por participarem desta história através de comentários e artigos enviados durante estes 6 anos, esperamos que tenhamos muitos outros anos pela frente.

Opencast # 12b – LibreOffice

Esta é a segunda parte do episódio #12 do Opencast sobre o LibreOffice. Caso não tenha ouvido a primeira parte, por favor faça isto acessando o endereço http://www.ubuntero.com.br/2012/06/opencat-12a-libreoffice/.

Neste episódio voltamos a falar sobre o LibreOffice e focamos na comunidade e na legislação existente nos Estados.

Infelizmente faltou tempo para fazer o Papo de buteco, mas não abandonamos o quadro, ele volta no próximo episódio.

Links

Twitter: @tecnologiaabert

Facebook: http://www.facebook.com/tecnologiaaberta

Google+: Tecnologia Aberta

Youtube: Tecnologia Aberta

E-Mail: opencast@tecnologiaaberta.com.br

Feed do Opencast: http://tecnologiaaberta.com.br/feed/opencast/

iTunes: http://itunes.apple.com/br/podcast/id424732898

 

Opencast # 12a – LibreOffice

Pela primeira vez teremos um episódio em duas partes. Tivemos uma ótima conversa com Eliane Domingos de Souza, Olivier Hallot e Vitorio Yoshinori Furusho sobre o LibreOffice. O som tem alguns probleminhas em alguns pontos mas não prejudica a totalidade do episódio.

Os assuntos que conseguimos abordar nesta primeira parte passam mais por detalhes técnicos do LibreOffice e migração, mas também falamos um pouco sobre uma possível nova interface.

Os links e o Papo de Buteco estarão disponíveis na segunda parte do episódio que irá ao ar exatamente daqui a uma semana.

Na foto só está faltando eu, o Ubuntero.

Twitter: @tecnologiaabert

Facebook: http://www.facebook.com/tecnologiaaberta

Google+: Tecnologia Aberta

Youtube: Tecnologia Aberta

E-Mail: opencast@tecnologiaaberta.com.br

Feed do Opencast: http://tecnologiaaberta.com.br/feed/opencast/

iTunes: http://itunes.apple.com/br/podcast/id424732898

 

Disponível edição n.36 da Revista Espírito Livre!

Para aqueles que estavam com dúvidas, já começo este editorial informando que a Revista Espírito Livre não acabou. Aliás, está mais viva do que nunca! Afinal, os fóruns da Revista Espírito Livre estão trazendo sangue novo para todo o processo. Então, quem estava com dúvidas ou preocupações sobre se a publicação iria acabar, podem ficar tranquilos. O que houve na verdade foi um atraso natural e esperado, já que a cada nova edição do fórum, mais tempo é demandado. Espero, porém, que as próximas edições não atrasem tanto. Fica aqui, portanto, meu pedido público de desculpas pelos recorrentes atrasos.

Esta edição levanta questões polêmicas acerca da liberdade na Internet, privacidade, neutralidade, entre outros. Com isto tudo, é de se reconhecer facilmente que a Internet, a rede que tanto usamos, está sob ataque. E este ataque vem de vários os lados: certas corporações cerceiam a nossa liberdade na rede, tentando canalizar para o seu lado, tudo que podem, seja a liberdade do usuário, seja a velocidade de conexão, entre outros. Do outro lado, governos filtram e peneiram o conteúdo conforme seu interesse.

Com isto tudo acontecendo, fica a pergunta: estamos a salvo? E se estamos em perigo, quem é o agressor?
Marcus Vinícius Campez, um dos colaboradores desta edição, levanta exatamente isso. Projetos de leis como, PIPA, SOPA e ACTA visam “domesticar” a Internet, deixando a mes­ma, na posse total dos governos, afim de suprir suas necessidades. E quais seriam essas necessidades? O que está em jogo? Ao nos conectarmos em nossas residências ou em nosso smartphone, estamos realmente a salvo? E quem poderá nos defender?!

Roberto Salomon levanta uma questão equivalente. Segundo Salomon, “através de projetos de lei como SOPA e PIPA, com o objetivo de impedir a implosão de uma indústria bilionária, a indústria de entreteni­mento passaria a ter também os meios para con­trolar e impedir o uso dos seus produtos”. Mas será que para estas entidades e corporações somos apenas “consumidores” e não pessoas, dotadas de vários direitos, e entre eles, o da liberdade?

O deputado Emiliano José, gentilmente nos diponibilizou um artigo falando exatamente sobre essa “guerra”. Conforme Emiliano José, “os poderosos do mundo, deram-se conta agora do potencial emancipador da Internet, e querem, de variados modos, colo­car um freio nela, tanto para garantir lucros quanto para tentar colocar obstáculos no poten­cial que ela tem de mobilizar e congregar multi­dões, de estimular a cidadania em escala mundial”.

Outros colaboradores que também enviaram textos para esta edição apontam nesta mesma direção. É necessário dar um basta, e como disse Alexandre Oliva em seu texto, MegaNão neles!

Skype 4 para Linux, quem diria?

Enfim a Microsoft queimou minha língua e lançou uma nova versão do skype para Linux, e deixou a nomenclatura de Beta, não que isto faça alguma diferença.

As principais mudanças desta nova versão são:

  • Melhora na janela de bate-papo e chamadas
  • Melhora na qualidade de áudio e vídeo
  • Suporte adicional a webcam
  • Melhora na sincronização de bate-papo
  • Novos ícones
  • Abas nas conversas

Para instalar esta nova versão, faça o download no link abaixo e execute os seguintes comandos para remover a versão anterios:(apenas para sermos mais rápidos).

Abra o terminal pressionando Ctrl+Alt+t e digite os seguintes comandos:

sudo dpkg --purge skype
sudo apt-get autoremove

Vá para a pasta onde baixou o skype, vou considerar que foi baixado na pasta Downloads e execute os seguintes comandos:

Para 64 bits

cd ~/Downloads
sudo dpkg -i skype-ubuntu_4.0.0.7-1_amd64.deb
sudo apt-get -f install

Para 32 bits

cd ~/Downloads
sudo dpkg -i skype-ubuntu_4.0.0.7-1_i386.deb
sudo apt-get -f install

Talvez não sejam necessários todos os comandos, mas se os executar terá garantia de funcionamento. Agora é só utilizar o skype como sempre utilizou.