Opencast #13 – Notícias

Categoria: OpenCast, Ubuntu | Palavras-chave: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Agora é definitivo, o Opencast tem calendário e é periódico. Neste episódio temos a participação do Rudinei que já participava dos episódios enviando perguntas e comentários. Conversamos sobre algumas notícias que julgamos interessantes e importantes e que aconteceram desde o último episódio de notícias.

Para não haver reclamações, foi decidido que os episódios terão cerca de 60 minutos a partir de hoje, o que fará que os episódios não sejam cansativos para ouvir.

No quadro Papo de buteco falamos um pouco sobre UEFI e a repercursão de Canonical e Red Hat comprarem chaves da Microsoft.

Links

Twitter: @tecnologiaabert

Facebook: http://www.facebook.com/tecnologiaaberta

Google+: Tecnologia Aberta

Youtube: Tecnologia Aberta

E-Mail: opencast@tecnologiaaberta.com.br

Feed do Opencast: http://tecnologiaaberta.com.br/feed/opencast/

iTunes: http://itunes.apple.com/br/podcast/id424732898

 

Publicado em 8 de julho de 2012 | 3 Comentários

Ivan Brasil Fuzzer

Ivan Brasil Fuzzer

Faço parte do grupo Tchelinux(http://www.tchelinux.org). O Tchelinux é um grupo de voluntários que trabalha com software livre e ainda acredita que boas coisas podem ser feitas nesta comunidade; desde que saibamos repassar aos que estão iniciando que Software Livre é um aprender e repassar o conhecimento incessante. Sou líder do Ubuntu-BR-RS juntamente com a Marta Vuelma. Tentamos divulgar a distribuição e auxiliar novos usuários por todo o estado do Rio Grande do Sul, as vezes em outros estados também. Sou um amante incondicional de software livre. Vivo apaixonado pelo Ubuntu.

Mais posts do autor (856)

3 Comentários

  1. Ricardo de Melo disse:

    Fala Ubuntero, ótimo programa. Esse formato de notícias acho muito bom.

    Ouço o Opencast desde o primeiro episódio e percebo uma evolução, tanto na qualidade do áudio (alguns programas era meio sofrível ouvir), quanto na qualidade do conteúdo como um todo.

    Sou deficiente visual, tenho baixa visão, e uso o Ubuntu desde a versão 7.10, e de lá para cá, venho percebendo que os recursos de acessibilidade estão se perdendo um pouco e não estão tão integrados às novas interfaces (Gnome Shell e Unity). Mas enfim…

    Gostaria de fazer um pergunta:
    Você está percebendo que o mercado de sistemas operacionais estão se ‘tabletizando’, ou seja, vemos que os SOs estão cada vez mais com cara de tablets, com ícones grandes, mais simples e mais fáceis de usar.

    Qual sua opinião sobre isso? Você acha que o Ubuntu deve seguir essa tendência, tornando sua interface mais voltada para uso em tablets?

    Abraços

    • Ricardo,

      Um dia destes eu ouvi o primeiro novamente e até fiquei com vergonha, não que hoje esteja perfeito, ainda tem muito o que melhorar mas a diferença realmente é gritante.

      Eu sei que o site tem problemas quanto a acessibilidade, mesmo assim me preocupo bastante com isso, faço vários comentários sobre isso inclusive. Futuramente vamos resolver os problemas do site, sei de um com os comentários.

      Acredito que é uma tendência tornar as interfaces mais acessíveis a dispositivos sensíveis ao toque, não obrigatoriamente tablets, gnome-shell e Unity já foram feitos pensando neste tipo de dispositivos.

  2. Ícaro disse:

    Ricardo, recomendo o Trisquel. A última versão(5.5) – baseada no Ubuntu 11.10 – vem com GNOME 3 e também focado em acessibilidade.

    Bem, o pessoal do GNOME sempre teve o foco na acessibilidade e há projetos exclusivos para isso, acredito que o GNOME seja bem acessível, inclusive alterando ícones para alto contraste e fontes tipográficas com tamanho necessário para sua dificuldade(no GNOME 3 com o gnome-tweak-tool, padrão no Trisquel).

    *Trisquel é uma distribuição que contém exclusivamente software livre, nada de proprietário é incluído. Eu o uso diariamente para uso pessoal e profissional em Inkscape, GIMP, Scribus, Blender, Mypaint, Audacity, Ardour. =)
    O Ubuntu infelizmente não segue a filosofia da liberdade, então prefiro o Trisquel. Se preferir um Arch-like, existe o Parabola também =). Ou o Debian sem o repositório “non-free”.

Deixe seu comentário

Website