Ubuntu 32 ou 64 bits (Reloaded)

Categoria: Ubuntu | Palavras-chave: , , , ,

Em 2009 fiz um artigo que chamou bastante atenção e voltou a estar na lista dos mais lidos no site. O artigo fala sobre qual arquitetura utilizar e principalmente a minha experiência com as duas arquiteturas. Acontece que aquele artigo já não tem mais validade devido a evolução das duas arquiteturas, mesmo assim algumas pessoas continuam fazendo comentários no artigo como se ele tivesse sido escrito na semana passada. Por este motivo resolvi voltar a escrever o mesmo assunto mas com uma nova visão, não editei o antigo artigo devido aos muitos comentários que lá estão e desvirtuariam a nova abordagem.

Ao contrário do que aconteceu quando mudamos de  16 bits para 32 bits, a mudança de 32 bits para 64 bits está sendo muito traumática. Provavelmente isso se deva a maior base de usuários existente hoje do que a 10 ou 15 anos.

Muitos aplicativos ainda não utilizam todo o poder dos processadores 64 bits, muito menos os multi-cores, no entanto, os problemas de aplicações que simplesmente não abriam hoje são raros, o sistema multiarch que está disponível no Ubuntu dá conta do recado sem problemas.

Uma observação interessante é que o consumo de memória é relativamente maior na arquitetura 64 bits, mas nada que prejudique o funcionamento, então podem ficar tranquilos quanto a isto, é normal.

Já me livrei da impressora que relatei no antigo artigo, então não sofro mais deste mal relativo aos drivers.

Flash e java estão funcionando perfeitamente, sem os antigos travamentos. Claro que a lentidão do flash em alguns sites continua, mas isso é problema do flah tanto em sistemas de 32 quanto 64 bits.

Minha conclusão é bem simples. Hoje recomendo que todos utilizem o Ubuntu 64 bits, desde que os processadores suportem. Os grandes problemas encontrados no passado não são mais reais atualmente e o cenário só tende a melhorar mais e mais.

Publicado em 22 de agosto de 2012 | 13 Comentários

Ivan Brasil Fuzzer

Ivan Brasil Fuzzer

Faço parte do grupo Tchelinux(http://www.tchelinux.org). O Tchelinux é um grupo de voluntários que trabalha com software livre e ainda acredita que boas coisas podem ser feitas nesta comunidade; desde que saibamos repassar aos que estão iniciando que Software Livre é um aprender e repassar o conhecimento incessante. Sou líder do Ubuntu-BR-RS juntamente com a Marta Vuelma. Tentamos divulgar a distribuição e auxiliar novos usuários por todo o estado do Rio Grande do Sul, as vezes em outros estados também. Sou um amante incondicional de software livre. Vivo apaixonado pelo Ubuntu.

Mais posts do autor (856)

13 Comentários

  1. Márcio Conrado disse:

    Muito obrigado pelo post, eu sempre tive dúvidas a respeito sobre querer migrar para 64 bits, e também percebo que muita coia mudou de lá pra cá

  2. Luis Fernando disse:

    Legal, valeu pela dica.

  3. Muito bom o artigo. Desde que comecei a usar o Ubuntu uso a versão 64bits. O único problema que tenho é na página do globo.com que os vídeos às vezes travam o navegador e até o sistema fica extremamente lento, impossibilitantdo de usá-lo. Nos demais sites, perfeito.

    Ótima matéria.

  4. Marcio disse:

    Para mim a questão que deve ser olhada com muita atenção é a quantidade de RAM que existe no computador em questão, se vc usa um número considerável de aplicativos ao mesmo tempo e tem menos que 3Gb de ram, vai faltar memória caso o sistema seja 64 bits.

    Vai chegar atrazada mas poderá ser útil ainda a nova abi do linux x32 que promete juntar o melhor dos dois mundos.

    • Marcio,

      Não é assim não, eu estava utilizando a poucos meses com apenas 2 GB de Ram e eu fazia tudo o que eu faço hoje, editar vídeos e áudio além dos outros trabalho corriqueiros e diversão. Então não vai faltar memória não, o consume é maior mas não é tudo isso.

  5. Ivo Nunes disse:

    Hoje compensa usar o 64 por praticamente qualquer computador do mercado suportar 64 bits e pela estabilidade que está superior a versão 32 bits…

  6. Deivid disse:

    Pra quem usa Wine não recomendo x64… instalei a versão do Ubuntu 12.04 x64 e simplesmente instalar o .net 3.5 não rola por dizer que não funciona em sistemas x64.

    O estranho é que não me lembro disto ter acontecido com as versões anteriores do Ubuntu…

    Alguém tem alguma solução???

  7. Alexandri Berton de Oliveira disse:

    Mas 64 bits e so para AMD, não e mesmo? Não existe 64 bits para intel?

    • Não, o nome ser AMD64 é simplesmente porque a AMD foi a primeira a lançar um processador 64, as imagens AMD64 são pra processadores AMD e Intel de 64 bits. Para quem não sabe, todos os Core 2 Duo em diante são 64 bits com tecnologia copiada da AMD, sim, copiada.

  8. Mauro George disse:

    Muito bom o artigo.

    Só uma dica, altere o post de 2009, colacando um aviso bem grande trazendo um link para o mais recente e falando que aquele está desatualizado.

    Na minha primeira busca no google cai no antigo, talvez tenha um SEO melhor devido ao tempo, acho que vale o aviso para o pessoal que vim dos mecanismos de busca.

    Abraço e sucesso

  9. Marcio Cardozo disse:

    Trabalho em uma empresa onde todos os computadores possuem Ubuntu instalado, nos servidores o 64 bits funciona perfeitamente, mas nos desktops onde tem a versão com interface gráfica o 64 bits nunca funcionou bem, é mais lento e tem problemas de travamento e isso ocorre nos processadores Intel (Dual Core) e AMD (Phenon X3).

Deixe seu comentário

Website