Netflix rodando no Ubuntu 12.10 (método não oficial)

Netflix no Ubuntu

PPA Netflix para Ubuntu

O site iheartubuntu lançou um desafio aos seus leitores para que estes encontrassem uma maneira de rodar o Netflix no Linux sem a necessidade de uma máquina virtual. Esta semana o site teve um “ganhador” que conseguiu encontrar o caminho das pedras e agora temos um PPA para automatizar todo o processo.

Para quem não conhece, o Netflix é um serviço onde os usuários, pagantes, podem assistir a filmes sob demanda de forma totalmente legal. Oficialmente não existe uma maneira de rodar o serviço no Linux, por isso o título do artigo está com a frase “(método não oficial)”.

Para podermos ter acesso a este serviço, abra o terminal pressionando Ctrl+Alt+t e digite os seguintes comandos:

sudo apt-add-repository ppa:ehoover/compholio -y
sudo apt-get update && sudo apt-get install netflix-desktop

Agora abra o dash pressionando e soltando a tecla Super (também conhecida como tecla windows) e digite netflix e pressione Enter.

Algumas perguntas serão feitas e você deve responder sempre que sim. Provavelmente será pedido para que faça o download de alguns programas e você sempre deverá fazer o download dos programas.

Quando for assistir ao primeiro filme, será pedido para habilitar a reprodução de conteúdo protegido. Obrigatoriamente você deverá habilitar para que o vídeo possa ser exibido.

Habilitar reprodução de conteúdo protegido no Netflix para Ubuntu

Tive alguns problemas para fazer funcionar, mas não consegui documentar com certeza os passos, então fico a disposição para tentar ajudar caso tenham problemas.

Captura de tela Netflix no Ubuntu Captura de tela Netflix no Ubuntu Captura de tela Netflix no Ubuntu Captura de tela Netflix no Ubuntu

Aproveite e faça uma doação para o Erich Hoover que teve um trabalhão para encontrar esta maneira e principalmente para deixar um PPA disponível para facilitar a vida de todos. Acesse o site http://netflixonlinux.chipin.com/netflix-works-on-ubuntu e contribua com o que puder.

Fonte: iheartubuntu

Torchlight

Videocast Torchlight game play no Ubuntu

Antes de minha internet deixar de existir definitivamente até a mudança de apartamento, consegui fazer mais um vídeo com um jogo da série Humble Bundle.

O jogo que mostro neste longo vídeo é o meu favorito do último Humble Bundle, Torchlight. Passei várias horas jogando este jogo e ainda não consegui enjoar, é uma ótima opção de divertimento.

Assistir no Youtube

Videocast #23 – Ubuntu 12.10

Videocast - Ubuntu 12.10

Eu avisei que não teríamos vídeos nos próximos 15 dias, mas consegui uma brecha e gravei um vídeo, até porque agora o tempo é indeterminado como explico neste episódio.

Ainda não falarei do Lubuntu, mas o próximo episódio será sobre ele, com toda a certeza. Neste episódio falo um pouco sobre as qualidades e defeitos do Ubuntu 12.10, com a interface Unity.

Assistir no Youtube

Links

Vídeocast #22 – Xubuntu 12.10

Videocast - Xubuntu 12.10

Logo Xubuntu
Mais um review muito esperado segundo os comentários nas redes sociais durante a semana. Desta vez falo um pouco sobre o Xubuntu 12.10.
A grande promessa do sistema é ser mais leve que os “concorrentes” e o sistema cumpre com o prometido, ele realmente é mais leve e em geral bem responsivo. Não testei em computadores mais antigos, o teste foi feito no mesmo computador que os últimos reviews, um Intel Core i3 com 4 GB de memória e VGA Intel.

Espero não perder amigos com o que falo neste review :P

Assistir no Youtube

Linux Magazine Community Edition 96

Capa LM 96 CE

Já está no ar a Linux Magazine 96 Community Edition.

Confira nesta edição as matérias selecionadas da Linux Magazine de novembro (Big Data) e aprenda a compilar um emulador para o vindouro Firefox OS, e começar a testar seus aplicativos web no novo sistema operacional móvel da Mozilla. Saiba mais sobre os recursos e novidades do Android 4.2 “Jelly Bean”, a nova versão do sistema operacional móvel do Google. Aprenda ainda como você pode usar scripts PHP para incrementar sua linha de comando. Também são mostrados mais detalhes sobre o SPICE, acrônimo em inglês para o termo protocolo simples para ambientes de computação independentes, que permite acesso direto e transparente de clientes ao hardware de servidores. Finalmente, os colunistas da revista discutem tópicos atuais e interessantes; Alexandre Borges chega à quarta parte de seu tutorial de uso do NMAP, e Augusto Campos fala sobre como o Linux vem sendo usado para atender demandas nas mais estranhas e inóspitas áreas da computação pessoal.

A Linux Magazine Community Edition surgiu em agosto de 2009. Trata-se de um arquivo em PDF com 30 páginas do conteúdo original da Linux Magazine do mês, disponível para download uma semana antes do lançamento da revista nas bancas.

Fórum Software Livre Tchelinux.org – Porto Alegre 2012

Tchelinux Porto Alegre 2012

Tchelinux Porto Alegre 2012

Dia 24 de Novembro de 2012 vai ocorrer mais uma edição do Fórum Software Livre Tchelinux.org – Porto Alegre 2012. O evento é promovido por voluntários do Grupo de Usuários de Software Livre Tchelinux.org em parceria com a FTEC Porto Alegre.

Estão previstas 24 Palestras ou Workshops que irão ocorrer simultaneamente em 4 salas temáticas, além de uma sala para conversas informais e networking.

Durante todo o dia também irá ocorrer o Install Fest, aonde os simpatizantes, curiosos e novos usuários terão o apoio e ajuda de voluntários para instalar e aprender um pouco mais sobre Software Livre. Os Times Ubuntu Brasil (Ubuntu-BR) e Ubuntu Rio Grande do Sul (Ubuntu-BR-RS) estarão presentes no Tchelinux POA 2012, instalando o Ubuntu e ajudando os usuários que querem conhecer mais sobre o Sistema Operacional Linux mais famoso do momento.

Já estão confirmados 2 convidados ilustres, Silvio Palmieri, com sua palestra “Tropa de Elite: Faça parte do Bope e saiba como se tornar um caveira do Software Livre!!!” que foi sucesso na Latinoware 2012, e também Fábio Berbert de Paula criador e mantenedor da maior comunidade Linux da América Latina, o Viva o Linux, que irá apresentar sobre “Casos e Acasos do Viva o Linux“.

E ai, ficou interessado?

Então acesse a página do evento em http://tchelinux.org/site/doku.php?id=evento_2012_11_poa e veja mais informações, como fazer sua inscrição e também como enviar sua proposta de Palestra ou Workshop.

O custo para inscrição no evento é apenas 2Kg de alimentos não perecíveis que devem ser levados no dia do evento.

São José SC Sedia o VII Congresso Catarinense de Software Livre

Logo Solisc

Logo Solisc

No próximo dia 30 de Novembro, profissionais de TI, estudantes e empresas interessadas em migrar para Software Livre (programas gratuitos e de código aberto), estão convidados para o lançamento do VII Solisc, Congresso Catarinense de Software Livre.

O evento contará com as seguintes trilhas:

  • Desenvolvimento;
  • Infraestrutura;
  • Desktops/Distros;
  • Software Livre em Geral.

O evento é coordenado pela Associação Software Livre de Santa Catarina, com o apoio da Serpro e da Universidade Estácio de Sá, que sediará o evento.

O Solisc já faz parte do calendário de tecnologia de Santa Catarina, dentro dele vai ocorrer o I LibreOffice Hack Day, primeiro evento desse nível no Brasil, além de outras oficinas.

A abertura está marcada para às 09h00 e em seguida iniciarão as oficinas e palestras.

Nomes renomados na área de tecnologia estão confirmados para ministrarem as atividades, como Eliane Domingos e Olivier Hallot com a comunidade LibreOffice, Rodrigo Padula, da comunidade Mozilla Tiago Hillebrandt, Ursula Junque e Julian, da comunidade Ubuntu e David Emmerich com sua palestra sobre Kernel, entre tantos outros palestrantes e comunidades de igual nível técnico.

Toda organização do evento está preparada para atender um grande número de participantes.  Para com isso, a  Associação Solisc mais uma vez estar à frente de um grande evento de sucesso!

Serviço:
VII Solisc – Congresso Catarinense de Software Livre
Dia: 30/11/2012, sexta-feira, 09h00min às 18h00min
Local: Universidade Estácio de Sá.
Inscrições online pelo site www.solisc.org.br

Dois monitores no Xubuntu 12.10

Como todos sabem, pelo menos quem acompanha o Videocast, estou testando vários sabores do Ubuntu, passando uma semana em cada uma. Isto está gerando algum material com as dificuldades e facilidades que cada interface oferece.

Uma das coisas que estou testando em todos é a utilização de dois monitores e no Xubuntu, por enquanto, temos o pior gerenciamento desta funcionalidade.

A tela de configuração de monitores não oferece as configurações necessárias para trabalhar com os dois monitores com tela extendida, ele simplesmente espelha as duas telas e para conseguir extender os monitores eu tive que apelar para configurações que mostro aqui.

Tela de configuração de múltiplos monitores sem opção de posicionamento.

Para fazer a configuração precisamos apelar para um editor de configurações que já está presente por padrão no sistema. Para isso vá no menu do Xubuntu e vá na opção “Gerenciador de Configurações“.

Menu de configuração de múltiplos monitores no Xbuntu

Role a tela até o final e clique no ítem “Editor de Configurações“.

Editor de configuração de múltiplos monitores no Xbuntu

O editor já abrirá na parte que precisamos, pelo menos foi assim comigo. Agora você tem que saber a resolução do seu monitor principal. Procure pelo seu segundo monitor, no meu caso é o VGA1, e na opção Position -> X dê um duplo clique para editar. O valor que terá que informar é onde começa esta tela, como eu deixo o monitor a direita, informei a resolução do meu monitor principal que é 1366, se quiser deixar no lado esquerdo terá que informar um valor negativo.

Editor de configuração de múltiplos monitores no Xbuntu

Para que as configurações tenham efeito você precisará encerrar e iniciar sua sessão novamente. Na primeira tentativa eu reinicie o computador e não tive resultado, apenas quando encerrei a sessão a configuração realmente ficou.

Fonte: Ubuntubuzz

Estúdio de animação 2D vetorial Synfig Studio

Não sou artista e muito menos animador, mas me deparei com um programa de criação de animações 2D durante minhas peregrinações pela internet. O programa que quero mostrar para vocês chama-se Synfig Studio.

Não tenho como ensinar a usar o programa por não ter o mínimo de criatividade e domínio da ferramenta para isso, mas posso mostrar como instalar o programa no Ubuntu e é isso que vocês verão abaixo.

Entre no site http://www.synfig.org/cms/en/download/stable e faça o download do arquivo .deb para o seu computador, preste atenção que existe versão de 32 bits e 64 bits.

Para instalar basta um duplo clique no arquivo baixado e depois clicar no botão instalar, como qualquer outro pacote .deb.

Se a instalação foi feita via Central de programas do Ubuntu, o ícone do programa será adicionado automaticamente no lançador do Unity, caso o ícone não apareça, você pode iniciar o programa dando um toque na tecla super e digitando “synfig”, sem as aspas e pressionando Enter em seguida.

Daqui para frente é só usar a criatividade para fazer belas animações. Se fizere alguma animação, compartilhe conosco.

 

Videocast #21 – Kubuntu 12.10

Videocast - Kubuntu 12.10

Demorou e foi difícil fazer esta gravação do desktop do Kubuntu. Nenhum gravador de tela está funcionando perfeitamente nos 12.10. Somando a vez que tudo deu certo, foram 5 vezes que gravei este episódio. Talvez por isso eu tenha focado mais nos problemas do que nas coisas boas do Kubuntu. Aproveitei o episódio para corrigir uma gafe sobre a não existência de um programa ao estilo central de programas no Ubuntu Gnome Remix 12.10.

Assistir no Youtube

Links