Usando o CrossOver no Kubuntu 12.10

Categoria: Ubuntu | Palavras-chave: , , ,

Para quem aproveitou e fez o download do CrossOver ontem, totalmente gratuito, mas não sabe como trabalhar com a ferramenta, hoje vou mostrar como trabalhar com ela no Kubuntu, em breve mostrarei como trabalhar no Unity.

Para começo de conversa, algumas pessoas passaram por dificuldade para instalar o pacote deb em sistemas 64 bits. Vou mostrar aqui como instalar pela linha de comando com apenas três comandos. Abra o terminal pressionando as teclas Alt+F2 e digite o comando “konsole” sem as aspas e então pressione Enter. Você deverá se posicionar na pasta onde fez o download do arquivo.

cd Downloads
sudo dpkg -i crossover_11.3.1-1_i386.deb
sudo apt-get -f install

Agora que o programa está instalado, vamos para a utilização. Primeiro vá no menu K, aba aplicativos e opção CrossOver.

Vá na opção “Instalar software Windows”.

Aguarde enquanto o programa se atualiza.

Clique em “selecione um instalador”.

Selecione novamente a opção “Selecionar um arquivo instalador”.

Selecione o arquivo instalador, no caso irei instalar o Office 2003.

Selecione o local que você adicionou e selecione na parte inferior a opção “Será instalado em uma nova garrafa win2000 ….”.

Você pode alterar o nome da sua garrafa e então clique em instalar.

Agora aguarde e siga o instalador do programa, isto não irei mostrar neste tutorial.

Quando a instalação for concluída você verá a tela abaixo.

Agora vamos utilizar os programas que acabamos de instalar. Vá no menu K, aba aplicativos e você verá uma nova opção chamada “Aplicativos Windows”. Nesta opção ficarão todos os programas que você instalar conforme o processo que ensinamos até agora.

Na opção “Microsoft Office” dentro dos “Aplicativos Windows” é que estará o Office 2003 que acabamos de instalar, e dentro dele estarão todos os programas da suíte de escritório da Microsoft.

Espero ter sanado as dúvidas de todos. Qualquer dúvida sobre o processo é só deixar nos comentários que tentaremos ajudar na medida do possível.

Publicado em 1 de novembro de 2012 | 13 Comentários

Ivan Brasil Fuzzer

Ivan Brasil Fuzzer

Faço parte do grupo Tchelinux(http://www.tchelinux.org). O Tchelinux é um grupo de voluntários que trabalha com software livre e ainda acredita que boas coisas podem ser feitas nesta comunidade; desde que saibamos repassar aos que estão iniciando que Software Livre é um aprender e repassar o conhecimento incessante. Sou líder do Ubuntu-BR-RS juntamente com a Marta Vuelma. Tentamos divulgar a distribuição e auxiliar novos usuários por todo o estado do Rio Grande do Sul, as vezes em outros estados também. Sou um amante incondicional de software livre. Vivo apaixonado pelo Ubuntu.

Mais posts do autor (856)

13 Comentários

  1. Andre Almeida disse:

    Menu K? kkkkkk

  2. Rafael Neri disse:

    O Win2003 ficou igualzinho no wine.

    Ah, de onde tiraram esse nome “garrafa” ???

  3. angelico disse:

    Eu sou do time do software livre. Ao invés de ficar contaminando meu pc eu prefiro contribuir com o desenvolvimento de soluções linux. Se o LibreOffice não está bom para você, se o Gimp não se satisfaz, a solução é colaborar com o time de desenvolvimento, reportando bugs, sugerindo funcionalidades, contribuindo financeiramente.
    Se quer utilizar programas do Windows…então use Windows, e pague por eles.

  4. angelico disse:

    Não me considero um caso de extremismo por seguir o código de conduta do Ubuntu: Considere, Respeite, Colabore…

    • Ao dizer que não se deve usar software A ou software B, sendo eles de código fechado ou não, fere a liberdade de escolha.

      Uma coisa que esqueci de falar no último comentário também. Não é porque se usa o software proprietário que as pessoas não podem contribuir para o software livre. Enquanto a solução não está completa e não atende as necessidades existe a alternativa que pode ser usada sem uma mudança de todo o restante do ambiente. Eu não posso ficar parado esperando a solução ficar pronta, tenho que continuar o trabalho todos os dias. Nesse meio tempo vou contribuindo como posso para que a solução livre seja completa para me atender.

  5. angelico disse:

    Olá Ivan…
    Alguns podem achar que estou trollando…não é essa a minha intenção.
    Em momento algum eu disse que não se deve usar A ou B. Eu disse: “eu prefiro…”
    No meu entender o uso de soluções windows de nada contribui ao mundo linux.
    Um tutorial sobre como utilizar o Calc (na área financeira por exemplo) seria de muito mais valia do que incentivar pessoas a instalar o MSOffice via Wine, ainda mais num blog sobre linux.
    Por exemplo: “Como resolver problemas de compatibilidade entre .xls(x) e .ods, um caso verídico.”, seria algo que eu esperaria do ubuntero. Isso é colaborar.

    • Angelico,

      Não acho que está trolando, acho que estamos tendo uma discussão sadia onde você está expondo os seus argumentos e eu os meus.

      Eu só utilizo planilhas já prontas e no caso nem uso as mais complexas, tanto que eu utulizo só o Calc, mas eu dou suporte para quem usa pesadamente e tem coisa que realmente não tem no Calc. Não é questão de existir de maneira diferente, são coisas que realmente não existem, mas isso já são detalhes que nem posso detalhar.
      Já pensei várias vezes em fazer tutoriais sobre o LibreOffice, desde que era BrOffice, mas eu não tenho este conhecimento para ensinar alguém, se tivesse já estariam no ar.
      Infelizmente nem sempre temos como utilizar só software livre, e acho muito melhor que uma pessoa use 99% de software livre e só um software proprietário do que a pessoa utilizar 100% software proprietário.
      A escolha de mostrar o Office neste tutorial foi apenas mostrar que é possível, tanto que não demonstrei os passos da instalação do Office, isso cada um que descubra, ou consiga o suporte pago da empresa desenvolvedora.
      Espero que mantenhamos a discussão no mesmo nível que estamos levando, como disse, você não está trolando, está contribuindo.

  6. FABIO disse:

    Gente eu uso linux desde que eu aprendi a usar o terminal no red hat quando ele nao era da oracle. e o conectiva linux existia antes da mandrake comprar a conectiva. rsrsr bons tempos. Ai veio o ubuntu salvador da patria e o uso desde suas versoes iniciais, principalmente nos servidores das empresas que trabalhei. Mas hoje eu tenho uns entraves que me impedem eu usar o linux no trabalho, Alguns programas Rwindows que tenho que usar, nao é nenhum que possa ser substituido pelos programas linux existentes que por sinal substitui muito satisfatoriamente. O meu dilema hoje é achar um programa que eu possa ler arquivos xml de nota fiscal eletronica e abrir para mim em formato pdf. Mais ou menos parecido com o danfeview, nao precisa ser exatametne igual mas que ao clicar em um arquivo xml ele ja o transforma em arquivo pdf da nfe. Alguem sabe como fazer isso? Outra pergunta porque alguns programas que instalo pelo wine e agora eu testei com crossover ate instala direitinho, abre as telas de instalacao etc e tal, cria ate os icones na area de trabalho mas nao abre por nada e nem da erro.

  7. FABIO disse:

    Rafael obrigado pela dica mas esse ja conhecida. eu preciso que ao clica rno arquivo xml ele ja abra o pdf da nf para mim para economizar tempo pois trabalho com um volume muito grande de xml

Deixe seu comentário

Website