Flisol Chapecó 2013

banner flisol 2013

banner flisol 2013

No dia 27 de abril aconteceu o Flisol 2013 por toda a América Latina e o local mais próximo da minha humilde residência foi Chapecó – SC, mas este não foi o único motivo pelo qual estive no evento.

Este ano palestrei juntamente com o Patrick Kaminski sobre a Comunidade Ubuntu-BR e o Ubuntu 13.04. Na parte da tarde tivemos o tradicional install fest onde algumas pessoas puderam ver e tocar o tão desejado Ubuntu Touch comprado com aquela vakinha que ainda está em andamento.

O evento estava muito bom com boas palestras e principalmente a troca de conhecimento entre palestrantes e participantes. Eu nunca tinha tido a oportunidade de pegar um computador com UEFI para fazer dual boot com outros sistemas operacionais e no evento pude ter esta experiência.

Você pode fazer o download dos slides da apresentação sobre o Ubuntu aqui.

Flisol 2013 – Ubuntu.pdf

Fiz a gravação das palestras e estou publicando conforme meu link de internet permite. O som não está bom porque esqueci de ativar o redutor de ruído da câmera, devo ter desabilitado ao voltar para as configurações padrão algum dia, e por isso alguns vídeos não estão muito nítidos, estou tentando melhorar na medida do possível.

Veja os vídeos das palestras que gravei(vou atualizando este artigo conforme vou enviando mais vídeos).

Abertura

Assistir no Youtube

Software Livre e Inovação Tecnológica

Assistir no Youtube

Comunidade Ubuntu-BR e Ubuntu 13.04

Assistir no Youtube

Projeto Fedora

Assistir no Youtube

Resolvendo problema com bumblebee no Ubuntu 13.04

Nvidia Bumblebee Ubuntu 13.04

Artigo enviado por Flavio Brandão (@airdumb)
Se você está enfrentando problemas ao utilizar o bumblebee no Ubuntu 13.04, saiba que já existem duas soluções para este problema. A mais difícil por N motivos é fazer o downgrade do Xorg, porém, existe outro método que você pode aplicar. Na nova versão do Ubuntu, arquivo de configuração do drive vem sem a informação do BusID, logo, quando você tenta rodar o bumblebee, ele diz que a placa de vídeo não existe e da o erro abaixo:

$ optirun -vv --debug glxspheres

[ 2903.328320] [DEBUG]Reading file: /etc/bumblebee/bumblebee.conf
[ 2903.329002] [INFO]Configured driver: nvidia
[ 2903.329363] [DEBUG]optirun version 3.1 starting...
[ 2903.329394] [DEBUG]Active configuration:
[ 2903.329403] [DEBUG] bumblebeed config file: /etc/bumblebee/bumblebee.conf
[ 2903.329413] [DEBUG] X display: :8
[ 2903.329422] [DEBUG] LD_LIBRARY_PATH: /usr/lib/nvidia-304-updates:/usr/lib32/nvidia-304-updates
[ 2903.329431] [DEBUG] Socket path: /var/run/bumblebee.socket
[ 2903.329440] [DEBUG] Accel/display bridge: auto
[ 2903.329449] [DEBUG] VGL Compression: proxy
[ 2903.329500] [DEBUG]Using auto-detected bridge virtualgl
[ 2903.826866] [INFO]Response: No - error: [XORG] (EE) No devices detected.

[ 2903.826922] [ERROR]Cannot access secondary GPU - error: [XORG] (EE) No devices detected.

[ 2903.826927] [DEBUG]Socket closed.
[ 2903.826943] [ERROR]Aborting because fallback start is disabled.
[ 2903.826949] [DEBUG]Killing all remaining processes.

Solução

Edite o arquivo xorg.conf.nvidia para inserir o parâmetro PCI:01:00:0

sudo gedit  /etc/bumblebee/xorg.conf.nvidia
# xorg.conf.nvidia
Section "Device"
    Identifier "Device1"
    # other options...
EndSection

# xorg.conf.d/busid.conf
# autogenerated - do not edit, edit xorg.conf.nvidia or xorg.conf.nouveau instead
Section "Device"
    Identifier "Device1"
    BusID "PCI:01:00:0"
EndSection

Em alguns casos, o BusID vem como “PCI:02:00:0”, troque o 2 para 1

Basta rodar o optirun agora =)

Fonte: Github

Lançado o Ubuntu 13.04 Raring Ringtail

Ubuntu 13.04 Raring Ringtail

Ubuntu 13.04 Raring Ringtail
A melhor versão já lançada desde o lançamento do Unity está disponível.

A principal mudança em relação a versão 12.10 está na performance que foi absurdamente melhorada. O suporte desta versão, por ser uma interim, é de 9 meses, diferente das outras versões interim que tinham suporte por 18 meses.

Para fazer o download do Ubuntu 13.04 use os links abaixo

Download direto

Torrent

Se quiser dar uma olhada em todas as imagens lançadas, entre no endereço releases.ubuntu.com/raring/

Crie um pendrive bootável com o sistema operacional Windows

Eu sei que muitos podem estar estranhando o título deste artigo, mas nada foi digitado errado. No mundo do software livre tem espaço para todos, até para técnicos que precisam instalar outros sistemas operacionais que não são software livre. Estes profissionais, muitas vezes, instalam software pirata, mas deixaremos isso para a consciência de cada um, nesse artigo vamos levar em conta que a cópia do sistema operacional é legal.

Utilizar CD/DVD já está fora de moda, é muito mais fácil ter um pendrive por perto na hora do aperto e você pode precisar instalar aquele outro sistema operacional em computadores que não tem drive de CD/DVD e seguindo a regra, com software livre pode-se fazer tudo, até gerar um pendrive com um sistema operacional que não é software livre.

Para esta tarefa vamos utilizar o WinUSB e para instalar siga estes passos (lembrando que não nos responsabilizamos pelo conteúdo do PPA):

Abra o terminal pressionando Ctrl+Alt+T e execute os seguintes comandos (só de sacanagem não vou mostrar como adicionar o PPA em modo gráfico):

sudo add-apt-repository ppa:colingille/freshlight -y
sudo apt-get update 
sudo apt-get install winusb

Agora pressione e solte a tecla Super (também conhecida como tecla Windows) e digite winusb e pressione Enter.

WinUSB - Screen 1

Este é o programa que lhe permitirá criar pendrives “bootáveis” diretamente do seu Ubuntu. Para usar é simples. Escolha se quer utilizar uma imagem ou um CD/DVD com o Windows, no caso da imagem é necessário indicar onde está a imagem e no caso de ser um CD/DVD, você deve especificar qual é o dispositivo onde o CD/DVD está inserido. Em target device você escolhe o pendrive que será inutilizado, digo, agraciado com o instalador do Windows.

WinUSB - Screen 2

Esta dica foi retirada do site SejaLivre

Disponível LibreOffice Magazine edição 4

LibreOffice Magazine Edição 4

Nesses últimos dias corre pelas comunidades de Software Livre e nas redes sociais brasileiras, notícias de retrocesso de um estado do Brasil no uso de formatos abertos de documentos. Ao mesmo tempo, nesta edição vamos mostrar um texto onde é possível perceber como resistir as essas investidas, pensando e planejando cuidadosamente a migração para Software Livre.

Há ainda, nesta edição, um artigo sobre o Consegi que esta se tornando “uma arena para a troca de experiências e construção de acordos de cooperação utilizando tecnologias livres”, segundo seus organizadores, além da entrevista com um de seus idealizadores. E é lá que acontece, nesse ano o 1º Encontro Nacional do LibreOffice. Coloque na sua agenda e vá participar!

Mais informações e download no site LibreOffice para leigos

Videocast #32 – Primeiros passos no Ubuntu

Obtendo o Ubuntu

De volta aos nossos vídeos quase semanais, hoje voltamos as origens do site e começaremos a ensinar todos os passos para começar no mundo do Ubuntu Linux.

Neste primeiro vídeo mostramos como é fácil obter o Ubuntu e gravar em um CD/DVD ou pendrive. Nos próximos vídeos mostraremos o processo de instalação e utilização do sistema.

Assistir no Youtube

Mario Bros em shell script

Mario Bros em shell script

Quando o Aprígio diz que “Linux é o poder“, não podemos menosprezar suas palavras. Estudantes da FATEC de Carapicuíba desenvolveram o jogo Mario Bros em shell script para um trabalho do 1º semestre, e ainda vejo gente reclamando porque tem que fazer trabalhos muito mais simples em Universidades por este Brasil.

Veja meu vídeo jogando esta maravilhosa implementação.

Assistir no Youtube

Agora fique com o vídeo original.

Assistir no Youtube

Para fazer download do jogo, acesse este endereço,https://sites.google.com/site/doriedsonago/trabalhos-academico/mario_bros_shellscript.zip?attredirects=0&d=1, descompacte o arquivo e execute o jogo no terminal.

Recuperando arquivos apagados com o PhotoRec

photorec para recuperar arquivos no Ubuntu

Em um artigo anterior mostrei como recuperar partições usando o programa TestDisk, mas o título dizia que também era possível recuperar arquivos e é isto que mostrarei neste artigo. Juntamente com o TestDisk, o PhotoRec é instalado e é ele quem pode te salvar depois de ter apagado arquivos importantes. O mais importante neste processo é evitar utilizar o disco ou pendrive que contém os dados a ser recuperados para evitar que os dados sejam sobrescritos e a recuperação seja impossível. Para este tutorial vou levar em conta que você seguiu os passos do artigo anterior onde era ensinado como instalar o TestDisk. Abra o Terminal pressionado Ctrl+Alt+t e digite o comando:

sudo photorec

Agora escolha o dispositivo onde estavam os arquivos que deseja recuperar. photorec-1 Agora escolha uma partição para procurar ou todo o disco. photorec-2 Escolha o sistema de arquivos do HD ou pendrive onde a procura será feita. photorec-3 Selecione onde irá salvar os arquivos encontrados e quando estiver no diretório pressione a tecla C.

photorec-5 photorec-6

Agora é só aguardar a conclusão do processo que vai demorar conforme o tamanho do dispositivo.

photorec-7 photorec-8

Quando finalizado, você verá uma estrutura de diretórios parecida com esta abaixo onde estarão os arquivos recuperados. photorec-10

Recupere arquivos e até partições com o TestDisk

Você está instalando o Ubuntu e seleciona uma partição, escolhe um tipo de sistema de arquivos e marca para formatar. Começa o processo de instalação do sistema e você lembra que aquela não era a partição que você queria formatar. Alguns palavrões passam pela cabeça, outros são ditos mas o que prevalece é o desespero ao lembrar dos arquivos que você perdeu. Calma, não se apavore. Assim que terminar sua instalação, volte ao seu live CD ou pendrive, ou ainda plugue o HD em outro computador com Ubuntu e comece a restauração com o programa TestDisk.

O programa TestDisk, embora o nome não seja muito bom, é capaz de restaurar partições formatadas até mais de uma vez, eu mesmo já reparei uma partição depois de o HD ser formatado 3 vezes, claro que não garanto que isso vá ser feito sempre.

O programa pode ser instalado via Central de programas do Ubuntu habilitando o  Repositório Universe. Abra a Central de programas do Ubuntu, pode ser via live CD ou outra mídia live, vá no menu Editar e em Canais de software.

Canais de Software do Ubuntu Repositório Universe Ubuntu

Depois que os repositórios forem atualizados, procure por TestDisk e faça a instalação clicando no botão instalar.

testdisk via Central de Programas

A utilização do programa é toda por linha de comando e exige atenção e conhecimento do conteúdo a ser recuperado. Para começar o trabalho, abra o terminal pressionando Ctrl+Alt+T e digite o comando:

sudo testdisk

A primeira tela se refere ao log do que vai ser feito no programa, eu costumo selecionar a primeira opção que é “Create” para criar um novo log.

testdisk-1

Selecione qual o disco será o alvo da avaliação e restauração.

testdisk-2

Algumas informações podem ser mostradas, pressione Enter para continuar.

testdisk-3

Selecione o tipo de partições que o programa deve procurar, na maioria dos casos seleciona a primeira opção que é Intel.

testdisk-4

Agora selecione novamente a opção padrão que neste caso é Analyse.

testdisk-5

Será mostrada a situação atual do disco com as partições existentes.

testdisk-6

Se o que você precisa estava na tela anterior, selecione a partição que quer restaurar e aguarde o procedimento, caso contrário pressione Enter para fazer uma busca rápida.

testdisk-7

Perceba que o programa já encontrou uma antiga instalação do Ubuntu, falo isso porque conheço o HD que está sendo analisado. Agora eu posso restaurar estas partições ou seguir em frente para fazer uma busca mais profunda que é o que vamos fazer. Para isso pressione Enter Uma vez para ir para a próxima tela e mais uma para começar a procura profunda.

testdisk-8

Agora você aguarda que dependendo do tamanho do HD isto pode demorar bastante.

testdisk-9

Ao final você verá todas as partições que foram encontradas no disco e poderá restaurar a que for necessária. Agora presta mais atenção quando for formatar um disco :P

Corrigindo problema ao instalar Chrome no Ubuntu 13.04

Ícone do Google Chrome para Ubuntu

Ícone Google Chrome para Ubuntu

É público que não uso o Google Chrome como navegador, tenho meus motivos, mas hoje resolvi instalar para ver como ele estava e para minha surpresa não consegui instalar de primeira por problema de dependências. Este problema está ocorrendo no Ubuntu 13.04 que ainda está em versão Beta. Uma rápida pesquisa e a solução foi encontrada.

Se você utiliza o Ubuntu 13.04 de 32 bits, baixe este arquivo:

Se você utiliza o Ubuntu 13.04 de 64 bits, baixe este arquivo:

Pronto, agora pode seguir com a instalação normal que já está acostumado a fazer.

Se você já tinha o Google Chrome instalado, este erro não deve ter lhe atingido.