Opencast # 22 – Red Hat

Categoria: OpenCast, Ubuntu | Palavras-chave: , , , , , , , , ,

Mantendo a promessa, aí está mais um episódio do Opencast. Neste episódio juntamos Aprígio Simões, Fabio Olive, Og Maciel e Kurt Kraut para falar sobre a Red Hat. A ideia inicial era falar sobre o projeto Fedora, mas a conversa se desenvolveu tão bem que o tempo foi pouco e deixamos o projeto Fedora para outro episódio para também não atropelarmos os assuntos.

Links do episódio

Se você preferir, pode assistir ao vídeo da gravação do Opencast. O vídeo está quase sem edição da conversa, apenas retirada a parte inicial onde não falamos nada de importante. É até interessante para compararem como fica o trabalho pós edição.

Assistir no Youtube

Twitter: @tecnologiaabert

Facebook: http://www.facebook.com/tecnologiaaberta

Google+: Tecnologia Aberta

Youtube: Tecnologia Aberta

E-Mail: opencast@tecnologiaaberta.com.br

Feed do Opencast: http://tecnologiaaberta.com.br/feed/opencast/

iTunes: http://itunes.apple.com/br/podcast/id424732898

 

Publicado em 5 de junho de 2013 | 7 Comentários

Ivan Brasil Fuzzer

Ivan Brasil Fuzzer

Faço parte do grupo Tchelinux(http://www.tchelinux.org). O Tchelinux é um grupo de voluntários que trabalha com software livre e ainda acredita que boas coisas podem ser feitas nesta comunidade; desde que saibamos repassar aos que estão iniciando que Software Livre é um aprender e repassar o conhecimento incessante. Sou líder do Ubuntu-BR-RS juntamente com a Marta Vuelma. Tentamos divulgar a distribuição e auxiliar novos usuários por todo o estado do Rio Grande do Sul, as vezes em outros estados também. Sou um amante incondicional de software livre. Vivo apaixonado pelo Ubuntu.

Mais posts do autor (856)

7 Comentários

  1. scheldon disse:

    Muito bom e informativo o podcast, conheci o site a pouco tempo mas já estou gostando muito do jeito simples e direto.

    Quanto a redhat, não posso opinar muito pois sou “”usuário final””, mas tive uma esperiencia muito negativa com muitos bugs e incompatibilidades de hardware (curiosamente o debian e o centOS lidaram melhor com isso).

  2. Andre disse:

    Qual é a relação da Microsoft com a SUSE/NOVELL?

  3. Felipe Costa disse:

    muito bom! também sou usuário final mas gosto de ler um pouco sobre… vou começar um curso de linux e por mais que já usei ubuntu e já fiz curso de debian… o que mais ouço falar no mundo corporativo é red hat. XD

  4. Erick disse:

    Olá pessoal, gostaria apenas de parabenizar o grupo que faz o opencast.Estou acompanhando vocês já há alguns meses, diretamente de Paulo Afonso-BAHIA(\o/), e gosto muito de todos os programas. Sou usuário Ubuntu desde 2010, e agora como estou um pouco mais avançado nos estudos, vou virtualizar o Fedora esse para ficar conhecendo melhor as duas maiores esferas (Debian e RedHat). Parabéns a todos e sucesso.

  5. Opa eu pensando que era o único traumatizado com distros rpm, achei mais um aqui no grupo que sofre dos mesmos males que eu. hehehehe

    Sou realmente fã da Red Hat, pois é uma empresa que realmente ganha dinheiro trabalhando da forma correta no software livre, além de uma empresa que financia muitos projetos abertos.

    Tenho vontade de realmente aprender a brincar com CentOS, porem toda tentativa é uma dor de cabeça para mim, porem sei que o culpado sou sempre eu e não essa grande distro. ^^

    Parabéns pela discussão deste assunto, gostei muito dos participantes deste cast e espero que todos voltem a aparecer em outros. =)

    Sobre as modificações do kernel, este podcast serviu para mostrar para um colega meu que estava certo, sobre a forma de correções de bugs do kernel no Debian e Red Hat.

    Abraço e sucesso a todos.

  6. George Tavares disse:

    Gostei muito sobre o comentario dos backports realizados pelo RedHat e gostaria de comentar que o mesmo nao é feito somente para o kernel, mas para os aplicativos tambem.
    Por exemplo o Redhat vem com o php 5.1.x , por exemplo. Ao inves da redhat realizar upgrades periodicos para 5.2, 5.3 (versao estavel atual do php) eles optaram por sempre manter o php 5.1 e realizar os backport de patches para esta versao do php.
    Pode parecer estranho mas para o desenvolvedor é bom. Se ele realiza o deploy de uma aplicacao php para o php 5.1 ele sabe que durante aquele lifecycle daquele produto da redhat ele vai estar numa boa.

Deixe seu comentário

Website