Videocast #41 – Elementary OS

Categoria: Ubuntu, VídeoCast | Palavras-chave: , , ,

Neste episódio falo um pouco sobre minha experiência utilizando o sistema Elementary OS, baseado no Ubuntu 12.04. Como já havia dito nas redes sociais, este promete ser o episódio onde farei mais inimigos, pois a experiência com o sistema foi … assista o vídeo para saber como foi.

Assistir no Youtube

Publicado em 17 de agosto de 2013 | 59 Comentários

Ivan Brasil Fuzzer

Ivan Brasil Fuzzer

Faço parte do grupo Tchelinux(http://www.tchelinux.org). O Tchelinux é um grupo de voluntários que trabalha com software livre e ainda acredita que boas coisas podem ser feitas nesta comunidade; desde que saibamos repassar aos que estão iniciando que Software Livre é um aprender e repassar o conhecimento incessante. Sou líder do Ubuntu-BR-RS juntamente com a Marta Vuelma. Tentamos divulgar a distribuição e auxiliar novos usuários por todo o estado do Rio Grande do Sul, as vezes em outros estados também. Sou um amante incondicional de software livre. Vivo apaixonado pelo Ubuntu.

Mais posts do autor (856)

59 Comentários

  1. Jôpy disse:

    concordo com você Ivan, o central de programas não ia de jeito nenhum, steam, vlc dava uns lag monstros… enfim também foi esperar um parecer da galera do projeto

  2. Daniel disse:

    Ivan, eu acredito que o que vc disse está correto, até pq vc é um profissional com formação linux, e já testou vários distros. A minha consideração é, que pelo que conheço, o elementary é um tema instalável no ubuntu, e resolveram pegar este tema que é para gnome e fazer como vc mesmo disse modificar o ubuntu gnome remix 12.04 colocando o nome de elementary os, retirando aplicativos, e colocando outros, o que eu acho uma perda de tempo, pois se temos a possibilidade de usar este tema em ubuntu para que criar um sistema totalmente novo? Eu digo que é um tema pois eu já no ubuntued site parceiro de vcs o modo como instalar este tema.

  3. David S. disse:

    Eu ainda o testei mas tenho acompanhado muita gente que o usa e só tenho escutado um bom feedback. Não será que seu note não seja grande coisa?
    Assim que testar pessoalmente poderei confirmar se é problema do SO ou do seu hardware…

    Abraços.

    • Sem sombra de dúvidas é o sistema e não o noteboook. Neste mesmo notebook eu uso o Ubuntu 13.04 lisinho, usei o Fedora 19 também lisinho, entre outras distros que já mostrei no site.

      • David S. disse:

        Bom como falei irei eu mesmo testar pq ainda hoje vi só feedback bom sobre ele.
        Ubuntu acho muito mau esse nunca recomendaria assim como o Zorin xD
        Debian é a minha distro favorita mas nada como a gente fazer a nossa ^^

        Abraços.

  4. angelico disse:

    Comigo o elementary OS durou apenas algumas horas.
    Instalei em um note de teste e só tive dores de cabeça.
    Que decepção…
    E olha que eu estava na torcida.

    Por enquanto não troco meu Debian 7 por nada.

  5. Renato Silva disse:

    Eu vi que muita gente estava elogiando o sistema e eu o instalei depois de alguns travamentos voltei pro ubuntu de novo mas é isso ai quem sabe na próxima versão 2.0.

  6. Wadilson disse:

    Ivan, ficou muito bom esse seu último videocast. Melhorando sempre, parabéns.

    Quando li que vc faria inimigos nesse video, veja que engraçado, pensei justamente que iria elogiar o elementaryOS, tecer loas, dizer que é o melhor etc.

    Eu também testei o sistema. E acho que vc foi bastante justo. Por ex, não ter uma suíte de escritório é algo impensável numa distro. Para mim, pareceu um absurdo.
    Tentei usar num netbook, dando boot pelo pendrive, mas nada funcionava no Midori.

    Sem dúvida, a tal beleza do sistema está lá. Muita gente diz que é cópia descarada do MacOS. Nem tanto.
    Mas o próprio Ubuntu, depois que chegou o Unity, tem um desenho de tela e detalhes na interface que o tornam muito bonito, simpático e elegante.
    Até o LinuxMint com Mate, pelo menos para mim, é bonito e bem acabado.

    Por esses problemas que vc mostra na sua avalização e outros mais que presenciei, não recomendaria o elementaryOS para um iniciante. Ele teria dificuldades para passar por esses problemas. E os iniciados têm que gastar algumas horas para tentar contornar esses bugs todos.

    Tomara que o elementaryOS encontre seu caminho e resolva esses problemas. O importante mesmo é a comunidade crescer.

    Parabéns e sucesso!

    Viva o Linux

  7. Rafael disse:

    Caras, também não me dei bem com essa distro. Tenho um notebook i5 de segunda geração e 4 gb de memória, mais um hd ssd e é nítido os lags nesse sistema. Sim, é bonito, mas os lags em si matam a usabilidade no sistema, acabam com toda a vontade de querer mexer mais. Ubuntu 13.04 é rápido demais aqui, fico com ele ainda.

  8. Scheldon disse:

    Desde o lançamento venho testando o elementary em uma maquina virtual, tirando o visual iOS 7 ele tem se comportado muito bem aqui, o sistema esta bem leve e rapido (o boot leva metade do tempo se comparado a minha MV do ubuntu 13).

  9. Iago Jevaux disse:

    Bom, sem sobra de dúvidas esse foi o pior videocast já feito por você, infelizmente.

    Primeiro ponto: Em todos os outros vídeocasts foram falados dos pontos positivos e negativos. Nesse, só falou dos pontos negativos, dando a acreditar que não houve melhora nenhuma no sistema (o que não é verdade) e que o mesmo não tem ponto positivo (o que, novamente, não é verdade).

    Segundo ponto: Caso tenha tido um pouco de curiosidade e lido sobre a distribuição, no site oficial (perdido em algum canto do diário deles) eles informam o porquê de não haver uma suite de escritório instalada por padrão:
    Liberdade de escolha.
    Isso pode parecer absurdo, mas antes não vir com uma suite instalada do que vir com uma suite “fraca” que tem que ser removida para a instalação de outra. É fato que o LibreOffice é a mais comum, mas existem pessoas que preferem outras suites e não gostam do LibreOffice vir instalado por padrão (eu sou uma delas).

    Terceiro ponto: Quanto aos referidos “bugs” em uma “versão final”, o elementary-OS foi declarado em “versão final” somente quando TODOS os bugs críticos foram resolvidos e, sim, foram resolvidos de fato. Do outro lado temos o ubuntu, que lança versões finais LOTADAS de bugs, desde os mais fracos aos mais críticos (basta olhar para o 12.10 e o 13.04).
    Quanto ao fato de “não mudou nada, está estagnado”, observe a versão atual do ubuntu 13.10 (em fase de teste) e, depois, olhe a versão final do mesmo. Pouquíssimas coisas terão mudado, a não ser que sejam de extrema necessidade, o que, felizmente, não aconteceu em nenhum ponto do e-OS. A sua “indignação” deve ser por estar acostumado com versões “novas” lançadas de forma “cagada” a cada 6 meses (colocam 2 efeitos novos, mudam meia dúzia de coisas na skin e pronto). Uma vez que o e-OS não segue esse padrão, isso pode ter te deixado confuso.

    Quarto ponto: Sinceramente, reclamar do alt+tab do sistema é frescura demais. Sem mais comentários.

    Quinto ponto: O Midori é uma merda e até a equipe de desenvolvimento sabe disso porém, como o mesmo foi utilizado desde o lançamento da primeira versão do Luna, não teria sentido nenhum troca-lo na versão final. Foi uma escolha errada e ciente dos desenvolvedores, mas todos somos humanos e erros acontecem.
    Quanto a Central de Programas, para mim nunca travou e sempre funcionou perfeitamente, desde a primeira versão beta, sendo que é a MESMA central de programas do Ubuntu (repositórios padrão, interface, TUDO) tanto é que a mesma não recebe updates por parte do time do e-OS e sim updates por parte da Canonical, reclame com eles.

    No mais, foi um péssimo videocast. Não sou “defensor” do e-OS, até porque já usei TODAS as distros baseadas no ubuntu 12.04 (última versão, até agora, que presta do ubuntu) e gostei de muitas delas, inclusive gostei dos outros videocasts sobre as mesmas, mas venho acompanhando o e-OS (instalando-o periodicamente para ver como anda) desde o beta 1 e simplesmente não há verdade no que foi dito por você.

    • Iago, respeito sua opinião mas continuo discordando de tudo.

      O único ponto positivo do Elementary para mim foi a interface ser bonita, e isso eu falei, o restante foi decepcionante mesmo.

      Quase não acredito que estou lendo que é melhor não vir com uma suíte de escritório. Uma distribuição tem que ser mais pensada no todo e não no que cada um pode querer dela. Se o nicho for não usuários, ok, entre desenvolvedores eu concordo que uma suíte de escritório pode esperar para a hora de que ele realmente precisa e pode ser escolhida a la carte. Já para usuário, é inadmissível que a distribuição venha sem uma.

      Se todos os bugs foram resolvidos, porque eu encontrei os mesmos que encontrei durante o teste da beta? E porque várias pessoas comentaram o mesmo tanto aqui como nas redes sociais e youtube? No mínimo faltaram testes suficientes para dizer que os mesmos haviam sido corrigidos. Sobre bugs no Ubuntu, aqui estamos falando de Elementary OS e vou me ater a ele, em post devidamente direcionado eu falo de outras distros.

      Sobre o Alt+Tab também não é frescura, afinal, expliquei o porque não gostei.

      Escolher algo errado e manter-se no erro não é lógico, ainda mais sabendo que se fez uma escolha errada.

      Várias pessoas me comentaram estar passando pelos mesmos travamentos na central de programas. Dizer que não fizeram nada, simplesmente trouxeram para a distribuição, sem dar atenção para a integração do aplicativo com o sistema, já explica porque está travando tanto.

      Como disse no final do vídeo, esta foi a minha verdade, e a sua verdade pode ser diferente.

    • Guilherme Silva disse:

      Engraçado chamar de versões cagadas…sendo o sistema baseado no “cagado” com interface cuspida…me poupe..Linux é liberdade e não tolice..chamar LibreOffice de suite fraca demonstra o quanto desinformada a sua opinião..detalhe usar versões não LTS é justamente “caça aos bugs” e possíveis novidades para futuras LTS…no caso 12.10 13.04 13.10 são fases para 14.04 LTS..vamos se informar antes de sair soltando “desconhecimento”..falar de um sistema sem “núcleo” ou “base” própria é ignorância…imagina só agora começarmos a denegrir o Debian…afff que falta de coerência…e outra sistema sem identificação própria…copia descarada e misturada de Mac OS..com Ubuntu…tiquinho de cada coisa…

  10. Paulo de Almeida disse:

    Gostei bastante das considerações, mas que ele ficou bonito isso ficou.
    Concordo em tudo com vc!

  11. Guilherme disse:

    Hi!…então tive a mesma sensação de “putz tah faltando algo ou “algos”….
    ..ponto forte que tambem gera o ponto fraco…é a rapides do sistema…porem rapida e não estavel…consome muito menos que unity…porem a busca do unity e sua rapidez..valem os Kilinhos a mais na memoria…nao me convenceu…tambem tive a mesma sensação…”ainda é beta!!”

  12. daniel disse:

    pra que ficar debatendo sobre o elementary os, é uma perda de tempo, pelo pouco conhecimento que tenho de distros a melhor baseada em ubuntu é o mint, e não há outra, se querem usar o elementary os que tem recebido varias criticas violentas amem eu sei q eu posso usar elementary no ubuntu se eu quiser

  13. Thiago disse:

    Estou testando em um notebook e até o momento a única coisa que aconteceu comigo que também aconteceu contigo foi o travamento do midori, de resto até agora está tudo bem. Vou continuar testando e ver como se sai com o tempo, instalei o firefox e o libreoffice. Obrigado por mais um videocast! :)

  14. ander disse:

    Realmente não sei porque esta tendo esses problemas meu computador é muito simples e eu fiquei impressionado com o sistema. Ja testei o ubuntu e sinseramente quase tomei odio de linux o ubuntu é muito ruim escroto quase detonou meu computador, não é como o elementary que é super leve e estavel e não vejo porque se decepcionou por mudarem pouca coisa da versão beta pra final o beta ja estava perfeito.

    • Acho que não ouviu o que falei. Não é o fato de não ter mudado nada desde a versão beta, mas sim de não terem corrigido os bugs da versão beta e mesmo assim dizer que corrigiram. O sistema não está nada estável, é só acompanhar os comentários aqui e no youtube para ver que não estou sozinho.
      O sistema tem uma boa ideia e é bonito, mas por enquanto é só isso.

    • Antony disse:

      Concordo, sinceramente esse os é perfeito, roda tranquilo e quanto aos programas que não vem com ele? Poxa vida é só baixar na central de programas e pronto.

  15. Antony disse:

    Não sei qual o problema? o único OS que fez eu sair definitivamente do windows foi o elementary os, achei perfeito, fluído, rápido e sem falar na elegância.Não troco por outro por nada!

  16. Guilherme Silva disse:

    Ivan…fico encantado com sua paciência a respeito de alguns post’s..rsss

  17. Caracas, fiquei impressionado com os Haters e Lovers do eOS.

    Eu quando ouvi falar do eOS eu considerei uma idéia facinante. E eu ainda acredito que continua sendo. Ele é realmente básico, voltado para tarefas simples, e para mim fez seu propósito. Minha esposa está acostumada com o Dock do OSX e tinha muitas dificuldades com o Unity.

    Instalei o eOS em um AspireOne antigo, com o LCD quebrado e adicionei um monitor externo. Não me incomodei de ter que instalar o LibreOffice. Basicamente o eOS para mim funcionou.

    Eu estou usando para navegar na Interwebs (sim o browser padrão é deplorável), gerenciar torrents, manipular arquivos de texto. E digo, ele se comporta muito bem para estas atividades. Eu posso estar errado, mas o eOS não tem pretensão de ser um sistema avançado.

    Achei interessante a forma como ele podou algumas opções da central de configurações, que por falar nisso ficou muito semelhante a do OSX. Senti falta de algumas opções mais específicas, entretanto de forma geral para um usuário mais leigo ela se vira muito bem.

    O que eu acho que conflita as opiniões, é que as pessoas acabam esperando do eOS a fluidez de distros consolidadas, e querem encontrar facilidades, simplicidade e também opções avançadas.. Ele não vai atender a todos.

    Entretanto, se você quer acessar emails, internet, suite de escritório, baixar torrents, ver vídeos e escutar música eu acho que a interface simplificada dele é muito fácil de se acostumar. Agora, ele é diferente sim, leva um tempo a se acostumar com os atalhos de teclado, com os comportamentos da interface entre outros..

    Ele tem bugs sim, entretanto para mim a experiência, apesar do hardware fraco, foi extremamente fluida e agradável. E antes que digam que não avaliei direito eu já uso Linux a 10 anos tanto em servidores quanto desktops, fora isso sou usuário do OSX a 5 anos. Ou seja, tenho uma vasta experiência tanto como usuário como desenvolvedor.

    O eOS é corajoso, e acho que encontrará adeptos rapidamente, não devemos encará-lo como um concorrente e sim como uma alternativa. Vai levar muito tempo para ele se estabilizar. O próprio Ubuntu levou tempo para amadurecer, o Slackware passa por fazes assim como o Debian…

    Se você achou ruim e quer reclamar, abre uma reclamação direta aos desenvolvedores em http://elementaryos.org/support

    Garanto que é melhor do que ofender quem gosta do eOS ou dizer que o videocast foi tendencioso..
    Muito fera sua avaliação, parabéns.

    • Alexandre, você entendeu que a minha reprovação ao sistema foi pelas falhas que ele me apresentou e não porque eu não gostei. Os bugs que ele apresentou nesta versão final foram os mesmos que apresentou quando testei a beta e também fiz um vídeo. Foi decepção mesmo, ele não melhorou e estabilidade como eu esperava. Também não me incomodo em ter que instalar o LibreOffice, mas em não ter nenhuma alternativa já nativa no sistema.

      Obrigado pelas considerações ponderadas, gosto muito deste tipo de comentário, até quando são contrários ao que eu disse.

  18. Nada funcionava no meu computador. Instalei 2 vezes e o som não funcionava, papel de parede não aparecia (ficava tudo branco) se eu abrisse o terminal e tentasse usar o TAB para completar o comando, o sistema simplesmente travava e tinha que reiniciar o lighthdm… Muito triste, estava muito animado com o sistema. Mt bonito, até gostei da velocidade, mas por qualquer besteira ele travava. Não consegui nem manter ele instalar para pesquisar e tentar resolver os bugs, pois ele travava antes que eu conseguisse!

    Triste!

  19. Cristiano Korndörfer disse:

    Olá, Ivan, interessante tuas observações. Comecei a utilizar o sistema assim que saiu a versão final, instalei no lugar de um Mint e gostei muito da interface. O único problema que notei é que o gerenciador de arquivos, quando abertas muitas janelas, costuma se perder e deixa de mostrar o conteúdo das mesmas (com se estivessem vazias), realmente estranho. Mas apesar disto, vou insistir nela mais um pouco.

  20. Anderson disse:

    Interessante o relato. Se for pelo apelo visual; posso personalizar qualquer distro XFCE pra ficar tão ou mais bonita quanto o Elementary!

    Continuo com o Xubuntu 12. 04 ou o Mint XFCE baseado no mesmo Xubuntu; muito completos e nunca me deixaram na mão!

    Linux & XFCE na veia! ;)

  21. Isaac disse:

    Instalei o EOs num note Vaio da Sony, em dual boot com o Ubuntu 13.04.
    Sinceramente não vi essa quantidade de bugs e lentidão, de que estão falando aqui.
    Achei ele até estável demais.
    O Pear OS7 sim era uma distro que seguiu a mesma filosofia do EOs, mas é super bugada.
    Essa eu instalei e logo em seguida removi.

  22. Anfiflófio disse:

    O melhor OS que utilizei no meu ideapad. Fico triste pelo vídeo e pelas criticas severas ao sistema, creio que como amante de tecnologia sequer tenho coragem de desmerecer um trabalho tão grandioso como é o de uma construção de um sistema operacional para substituir o bugado Windows. Libre office? É só ir no site e fazer o download da versão que o usuário quiser, pois ai que está a lógica da livre escolha, pois se o usuário não souber desinstalar e instalar um software vá fazer um curso, ou sei lá. Quando assisti o vídeo logo me veio a ideia de que o autor não gosta de distribuições baseadas na preferida dele, pois já me deparei com muitos fãs do Ubuntu que não gosta dessa ideia, como a que o ópera fez em seu navegador e nem por isso o Google desmereceu o mesmo.

    • Começou errado ao pensar que uma distribuição tem que substituir algo, ela tem que atender ao seu público e não substituir nada. Outra ideia totalmente errada é pensar, “o usuário que se vire”, continue assim e não vai conseguir difundir nenhum software, isso sim mostra desrespeito a qualquer público.
      Adoro estas deduções baseadas em nada. Se realmente assistisse o vídeo viria que eu achava o sistema promissor e estava até empolgado com as promessas. Eu gosto de tudo o que é bom e funcional, o que não foi o caso da versão final do eOS que ficou inacabado, embora os desenvolvedores jurem o contrário.

  23. Nelson Mariano disse:

    Sobre o vídeo e as críticas ao eOS,algumas considerações.
    As críticas, como estão postas no vídeo, parecem não sinalizar a verdade absoluta, mas apenas a experiência testando a distro em versão final, por parte do Ivan,enfim, baseadas na experiência DELE com a distro, o que merece respeito, da mesma forma que a de outros usuários, que colheram resultados diferentes, também;
    Vários outros pontos precisam ser considerados, como o conjunto de hardware utilizado por cada usuário ao usar determinada distro, por exemplo.
    O software que discutimos tem características livres,sua maior virtude,de modo que a GPL nos garante usar, modificar, distribuir, etc, conforme nossas necessidades de usuário.
    Assisti e respeito as considerações sobre o assunto, porém, discordo baseado em minha experiência.
    Usei o 12.04 precise por algum tempo em notebook com hardware modesto,e o eOS caiu como uma luva nessa máquina.
    Troquei o Ubuntu pelo eOS por alguns motivos,sem paixões ou rancores:
    1-Não concordo com algumas posturas recentes da Canonical, como impor o Unity,seu peso e sua famigerada unity-lens-shopping, que pode ser removida é verdade, mas não deveria vir ativada por padrão, desde a versão 12.10,mostrando mais respeito a vontade de seus usuários,sejam elas quais forem.
    Em minha opinião,baseada em minha experiência de uso,constatei no eOS:
    PONTOS POSITIVOS-Leveza,simplicidade,bom acabamento visual,rapidez,com boa estabilidade,ouvidos abertos a comunidade;
    PONTOS NEGATIVOS-WEB Browser padrão do sistema.
    EM tempo:a distro não parece ter como foco ser ”out of the Box”,isso é mais para o Mint,Sabayon e relativamente,o Ubuntu;
    Sim,usa os repositórios do Ubuntu, o que apesar de não ser o ideal,facilita sim para os ex-usuários Ubuntu que gostam da fartura de programas disponíveis, mas não abrem mão de escolher como e o que roda melhor na sua máquina, sem imposições que tolhem liberdades.
    Sobre Bugs,ainda não tive o desprazer,mas como o lançamento da versão final foi recente,penso que as correções,ainda que atrasadas, virão,pois não dava mais pra segurar o lançamento da versão final do Luna.
    OBS.No lançamento do 12.04 Precise LTS,alguns bugs incomodavam,passados ano e meio, as coisas melhoraram nesse sentido,infelizmente as políticas da Canonical fizeram o caminho inverso.

    Longa vida ao software livre.

    NEC Versa Pro,Pentium single core 1.73 Ghz,2 gb RAM,Radeon XPress 200M series(reconhecida direto na instalação pelo eOS).

    • Nelson, você pegou o espírito do canal. Eu dou minhas opiniões basada na minha experiência. Nem sempre a minha experiência será igual a de outros, mas isso não vai desqualificar a minha ou a de outros.

      • Nelson Mariano disse:

        Né…até porque o verdadeiro adversário é o software proprietário e suas algemas digitais que o mesmo vende, e caro,em todos os sentidos.

        Longa vida ao software livre.

  24. Gabriel disse:

    No meu DELL o Elementary OS foi o Linux que melhor rodou.

    Eu ainda não pude assistir o video, mas fiquei assustado com os comentarios! Acho que eu dei muita sorte. Nunca travou, a central de programas funciona muita bem.
    Já usei o Ubuntu com Unity e não gostei.
    Tenho o Ubuntu com GNOME-SHELL ( era o que eu usava antes do Elementary) mas derrepente ficava muito lento e travava bastante.

    Como queria sair do Ubuntu, testei o Kubuntu (que não durou mais de 3horas) e logo parti conhecer o Elementary.

    Apaixonado pela interface e pela fluidez vou apostar nesta distro até o fim. Me atendeu perfeitamente.

  25. Pedro disse:

    Ivan, entendo suas críticas sobre o eOS, mas assim como, o próprio Ubuntu levou um tempo para amadurecer, será com sistemas mais novos, como o ElementaryOS. No entanto, eu testei a versão beta do sistema e estava lotada de bugs. Nossa versão “final” já não tinha muitos bugs dele. A questão do Midori, realmente ele é muito ruim. A Central de Programas, pelo menos comigo, não teve nenhum travamento agora. Enfim, reforçando a minha ideia, o sistema tem que amadurecer, mas como nem tudo é perfeito, eles têm que aprender com os erros. Att.

  26. Murilo Amati disse:

    Cara, sua crítica deveria ter se limitado ao Midori. Tudo isso que você apontou demonstra duas coisas: 1. que você não entende que cada sistema tem uma proposta e 2. que você teve azar pra caramba.

    A ElementaryOS se atêm ao minimalismo. Portanto, ele é simples. E simplicidade, nesse caso, significa até mesmo diminuir o número de programas pré-instalados, o que achei genial. Para quem faz questão de uma suíte de programas instalados cabe a consideração: o problema não é o sistema, é você. O ElementaryOS tem uma proposta. Aceite se quiser.

    Tenho uma máquina sucateada onde o Ubuntu nem inicializava. Por causa dela, descobri o Elementary, que roda perfeitamente. Pasme: eu uso Gimp, Inkscape e MyPaint (aplicações gráficas que exigem) nele ao mesmo tempo em que ouço músicas e navego, sem problema algum.

    No meu notebook pessoal, o sistema voa. Muitas vezes trabalho como se estivesse usando um Mac. E não é só por causa da aparência limpa, é por causa do aproveitamento de memória e recursos mesmo.

    Você teve uma experiência infeliz. Não chegou nem mesmo a explorar outros pontos como o gerenciamento de janelas e a integração do Elementary com os aplicativos.

    Fraco! hahahaha. Brincadeira. A dica que eu deixo é: já que vai apresentar um review, procure entender propostas e elaborar críticas. Apontar defeitos fora do contexto não vale.

    Sua apresentação pareceu algo como: “Fui procurar o Writer e não achei e tô com preguiça de instalar. Buá!”

    • Murilo, ser minimalista não significa deixar coisas importantes de fora, isso se chama simplesmente “deixas coisas importantes de fora” e o seu argumento não passa de desculpa.

      Da mesma maneira que você diz que eu aceito se quiser, eu digo que analiso o sistema como eu quiser.

      Não fico pasmo pois nenhuma destas aplicações é tão pesada como diz se usadas em suas configurações padrão, acredite, uso programas que são muito mais pesados que os 3 juntos e não tive problema nenhum no Ubuntu e Fedora.

      Engraçado que no meu computador a experiência foi a mesma com Ubuntu e Fedora.

      Qual parte do gerenciamento de janelas eu não explorei, e como deduziu isso?

      Não apontei nenhum defeito fora de contexto, apontei problemas sérios para uma distribuição que quer chegar tão alto.

      Se a apresentação pareceu assim para você, melhor assistir mais algumas vezes o vídeo e ler os comentários do youtube e do site para ver que não é uma opinião só minha

    • David S. disse:

      Depois de ver os posts chego na conclusão que para os fãs de Ubuntu é muito complicado “para não dizer dor de cotovelo” ver algo melhor e mais elegante… Não gosta do browser padrão é só instalar o que mais gostar não tem suite office é só instalar super simples…

      Ivan Fedora é dos piores SO que já usei na minha vida ó coisa mais LIXO… é a minha opinião Fedora + Nvidia = muitos problemas XD para não falar do resto dos problema que um user pode ter…

      Abraços.

      • Pense bem, o mesmo se aplica ao seu comentário. ;)

        • Murilo Amati disse:

          Eu repetiria o meu comentário cem vezes sem mudar de ideia. E pra descer o nível, minha namorada, que é ex-usuária de Windows (aquela droga), iniciada no Ubuntu por mim, hoje usa Elementary, adora e disse que você é um fresco!

          Palavra dela, não minha.

          PS.: Ela sabe instalar o BROffice sozinha.

          • Um grande sábio disse um dia:

            “Na falta de argumento a ignorância usufrui da agressividade e da ofensa como modo de ataque.”

            PS. Se tivesse assistido o vídeo de verdade, teria visto que eu destaco que eu instalei o LibreOffice, afinal, BROffice não existe mais desde 2011.

        • Guilherme Silva disse:

          Ivan…parabéns me chapa….ouvir tanta babaquice e manter a compostura..é um dos motivos das comunidades não darem o proximo passo…ficando de mimi e querendo mostrar superioridade…afff..a lugar algum chegam…sou usuario linux a tempos…se fosse ficar de mimimi quando falam do linux…afff teria um enfarto…enfim cada um com sua distro…e aceitando as criticas..aliais técnicas e com embasamentos..e pronto o lado ruim pode ser o bom pra outros…enfim vamos amadurecer nos comentarios galera !! e viva o Linux !!!

        • David S. disse:

          Ivan sobre os problemas com o Fedora é só usares o GOOGLE vai achar muitos fóruns de users com problemas até mesmo com o novo Kernel,,,
          GNU/Linux não se resume apenas a Ubuntu tem gostos para tudo agora não podemos criticar os outros projectos só por se ser fã de uma distro.
          Tenho varias maquinas e cada uma tem um GNU/Linux diferente uma delas tem um GNU/Linux criado por mim.

          Abraços.

          • Critiquei apenas me baseando no que a distribuição apresentou. Se eu fosse fazer comentários contrários a todas as distribuições que eu não sou “fã”, o Fedora não teria sido elogiado.
            Não sou eu o fã nesta história, se a distro fizer por merecer, será elogiada. Da mesma forma, se merecer, será criticada.

    • Daniel disse:

      Eu concordo completamente com você Murilo.

  27. Murilo Amati disse:

    De maneira nenhuma fui agressivo. Aliás, faço tudo de espírito pimpão. E deixo o último comentário, que fiz questão de vir deixar do Midori, numa máquina nem tão grande coisa assim.

  28. Diego disse:

    Estou utilizando o elementary OS há duas semanas no trabalho e a experiência tem sido incrível. Rápido, fácil de utilizar e com uma linda interface. É verdade que a configuração inicial é complicada, mas depois de instalados os aplicativos favoritos o sistema ficou muito bom mesmo.

  29. EDuardo disse:

    Estou usando o elementary OS luna alguns dias no virtualbox para testar e pegar a manha e gostei muito , não tive problemas sérios com ele ainda , tem gente que reclama porque causa do midori que já vem instalado , se não gosto ou não consegue navegar por ele é só instalar o firefox ou chrome pelo terminal e já era ,no mesmo vc pode fazer as instalações dos libre office e o flash player na hora que terminar a instalação do OS , ou então volta pro ubuntu que já vem tudo prontinho mesmo . mais ainda assim é melhor do usar aquela porcaria de unity

  30. Daniel disse:

    Uso o Elementary OS a bastante tempo.. “já tive problemas?” Sim.. quem não tem problemas com linux? contudo, para mim.. de todos os sistemas que já testei (incluindo o Fedora) o eOS é o melhor. “Por que?” por que o sistema comigo roda liso.. liso.. liso.. acredito que o Fedora chegue bem perto do que o eOS é para mim.. mas a diferença está na comunidade do eOS que é muito mais carismática e unida. :) o Ubuntu nunca conseguiu me fazer feliz.. sempre.. sempre.. sempre tive problemas com o ubuntu. Acho que o seu comentário sobre a alternância das janelas foi sem sentido.. pois se vc não quer que alguém veja uma tela.. vc não deixa a tela aberta quando existe esse “alguém” na frente do seu computador.. :)

    • Daniel, o que vi na comunidade do eOS foi o contrário do que relatou, tive bastante dificuldade em conseguir informações. Como já disse, testei em mais de um computador.
      Se nunca ouviu falar em privacidade, entendo por que não viu sentido na reclamação. Já imaginou um cliente vendo uma tela com informação que ele não pode ver e você tem que mostrar outra coisa para ele? Pois é, não precisa pensar muito para ver o sentido no que falei.

  31. Sanderson disse:

    Olá, atualmente eu uso o Elemntary OS como o meu sistema operacional principal. Aqui ele é rápido, não engasga com aplicações pesadas ou não.

    Concordo contigo com relação ao Midori, na minha eles deveriam ter deixado o Firefox com um tema Elementary (que, aliás, existe na loja do Firefox). Também não uso o Geary. E o lance dos aplicativos que não devem ser vistos, é só mudar de área de trabalho que o alt tab não irá mais mostrá-los. E, com relação ao office, é estranho que eles não incluíram nenhum.. Mas como eu, de qualquer forma, terei que perder umas horas para baixar os codecs e alguns apps que prefiro acabo nem me importando muito com isso (até pq eu emulo o Office da MS pelo Wine)

    Eu agradeço o tempo que passei no Ubuntu, meu iniciador kk. Mas eu planejo ficar no Elementary (depois de testar algumas distros) principalmente por causa de usa estabilidade que me faz sentir como em uma mistura de Debian (estabilidade incríve) + Ubuntu (facilidade e programas atualizados).

    Vlw cara, até a próxima.

Deixe seu comentário

Website