Xmir não estará mais habilitado por padrão no Ubuntu 13.10

Categoria: Ubuntu | Palavras-chave: , , , , ,

mir

“Os haters pira com esta notícia”. Não é novidade para ninguém que a Canonical pretendia deixar o Xmir como servidor gráfico padrão no Ubuntu 13.10 para as placas suportadas, diga-se Intel e drivers livres da NVIDIA e ATI, mas devido a dificuldades técnicas, isto não será mais possível.

Uma das primeiras coisas que me perguntaram pelas redes sociais assim que postei uma imagem da tela de detalhes do Ubuntu, onde mostrava que eu estava rodando o Ubuntu 13.10, foi se já estava rodando com o Xmir. Não minto, foi uma das primeiras coisas que verifiquei, após instalar dois programas que não funcionavam na beta anterior e são imprescindíveis para o meu trabalho.

ubuntu-13.10-saucy

O Mir, que é realmente o servidor gráfico está rodando satisfatoriamente e seu desenvolvimento está muito bem. No entanto, os desenvolvedores não estão satisfeitos com o desempenho da camada de compatibilidade com o X, o Xmir, principalmente com multi monitores, e não irão comprometer o desempenho do sistema apenas para botar o Xmir na distribuição.

A decisão da Intel de não suportar os patches da Canonical para o bom funcionamento de seu driver no Mir não tem ligação com esta decisão. Isto por que a decisão da Intel foi política e não técnica e a Canonical continua adicionando seu patch para que tudo funcione.

Se você, assim como eu, vai testar o Ubuntu Touch, nada muda. O sistema para dispositivos móveis será entregue com o servidor Mir por padrão. Isto ainda não é realidade, mas pelo que eu tenho lido na lista de desenvolvimento do Mir, ainda esta semana o servidor gráfico padrão do Ubuntu Touch será o Mir.

Para quem quiser testar o Xmir no Ubuntu 13.10, ele estará disponível nos repositórios, bastará instalar para ver como está o seu desenvolvimento e desempenho.

Fonte: OMG Ubuntu

Publicado em 2 de outubro de 2013 | 5 Comentários

Ivan Brasil Fuzzer

Ivan Brasil Fuzzer

Faço parte do grupo Tchelinux(http://www.tchelinux.org). O Tchelinux é um grupo de voluntários que trabalha com software livre e ainda acredita que boas coisas podem ser feitas nesta comunidade; desde que saibamos repassar aos que estão iniciando que Software Livre é um aprender e repassar o conhecimento incessante. Sou líder do Ubuntu-BR-RS juntamente com a Marta Vuelma. Tentamos divulgar a distribuição e auxiliar novos usuários por todo o estado do Rio Grande do Sul, as vezes em outros estados também. Sou um amante incondicional de software livre. Vivo apaixonado pelo Ubuntu.

Mais posts do autor (856)

5 Comentários

  1. Guilherme Silva disse:

    isto cala um pouco os haters..que dizem que usamos uma distro
    totalmente “Beta”…

  2. Fernando Soares disse:

    Depois de instalar o Xmir, dá pra remover numa boa? Como fazer?

  3. Ignacio disse:

    Um pouco de prudência nunca fez mal à ninguém. Decisão acertada da Canonical. Há uma série de bugs graves que não seriam consertados a tempo.
    https://bugs.launchpad.net/xmir/+bugs
    https://bugs.launchpad.net/mir/+bugs
    https://bugs.launchpad.net/unity-system-compositor/+bugs

    Vale a leitura.
    http://mjg59.dreamwidth.org/28032.html

  4. Falcao disse:

    Como dizem:
    “Haters gonna hate!”

    Vou esperar o release para testar! ;D

Deixe seu comentário

Website