Videocast #49 – Erros ao divulgar Software Livre

Categoria: Ubuntu, VídeoCast | Palavras-chave: , , , , , ,

Erros ao divulgar software livre

Era para sair na segunda, mas saiu na terça. Neste episódio comento um pouco sobre alguns erros muito comuns a quem está começando a divulgar software livre.

Assistir no Youtube

Deixe nos comentários erros que eu não citei neste vídeo.

Publicado em 3 de dezembro de 2013 | 11 Comentários

Ivan Brasil Fuzzer

Ivan Brasil Fuzzer

Faço parte do grupo Tchelinux(http://www.tchelinux.org). O Tchelinux é um grupo de voluntários que trabalha com software livre e ainda acredita que boas coisas podem ser feitas nesta comunidade; desde que saibamos repassar aos que estão iniciando que Software Livre é um aprender e repassar o conhecimento incessante. Sou líder do Ubuntu-BR-RS juntamente com a Marta Vuelma. Tentamos divulgar a distribuição e auxiliar novos usuários por todo o estado do Rio Grande do Sul, as vezes em outros estados também. Sou um amante incondicional de software livre. Vivo apaixonado pelo Ubuntu.

Mais posts do autor (856)

11 Comentários

  1. Blau Araujo disse:

    Coincidência muito feliz vc publicar esse vídeo minutos depois de um artigo meu, onde eu comento exatamente isso em relação especificamente ao Gimp. http://nerdices.info/menos-propaganda-e-mais-marketing-para-o-gimp/ Valeu, Ivan! Excelente vídeo, já estou compartilhando. Abraço!

  2. scheldon disse:

    Gostei muito dos pontos levantados, é preciso parar com os mimimis e argumentos vazios para que o software livre ganhe mais apoio (a propósito, me enquadro nos que não sabem programar :).

  3. Elessandro (Jesus) disse:

    Grande Ivan,
    Parabéns pelo Videocast, já assisti vários e achei esse muito bom.
    Abraço

    PS.: Truco!!

  4. Barizon disse:

    Muito bom Ivan, talvez esse tenha sido o video mais sincero que vc já fez, mostrando assim que vc é uma pessoa pé no chão ao invés de ter tornado-se um “freetard” cego. Concordo com tudo o que foi dito!

    Gostaria de acrescentar um ponto: não entendo o argumento “seja livre” que é muito utilizado pela comunidade, e acho o mesmo completamente furado. Vou explicar o motivo:

    1) Não estou preso, não tenho passagem pela polícia. Sendo assim sou livre para escolher o que quero. Windows, OSX ou Linux, qualquer um que eu escolha é fruto da minha liberdade.
    2) Testei por 1 mês utilizar software livre numa produtora de video. Tínhamos máquinas Windows rodando a suite Adobe, e inserimos uma máquina Linux (foram 3 distros testadas) rodando o KDENLIVE e Openshot. Resultado: KDENLIVE e Openshot além de serem limitadíssimos em relação ao Adobe Premiere e After Effects, eles davam muito crash sem motivo. Gastamos horas e mais horas pesquisando em foruns os motivos dos travamentos, trocamos de distro 3 vezes, e os problemas continuavam. Meus clientes não se interessam em saber se meus aplicativos andam dando problema, eles querem o serviço entregue no prazo. Depois de tanta dor de cabeça percebi que vale mais a pena pagar a licença do Windows e da suite da Adobe do que utilizar soluções gratuitas que não dão conta do recado, ou que não fazem 20% do que as soluções pagas oferecem. Tive custo com as licenças dos softwares proprietários mas consegui pagá-las em menos de 2 meses, entregando os serviços aos meus clientes. Fui esperto em sair de uma furada (KDENLIVE e Openshot, neste caso) e retornar para os softwares que salvaram meu negócio.
    3) No final tudo se resume à competência de desenvolver um software que atenda às necessidades do mercado. Não adianta lanças um software livre que funcione mais ou menos, ninguém terá coragem de arriscar o faturamento de sua empresa por “ideologia” (dinheiro é importante galera, ninguém vive sem, quero ver o Stallman pagar suas contas caso vc siga sua ideologia).

    • Barizon,

      A quanto tempo fez esta tentativa com o Kdenlive? Não uso ele de maneira profissional, apenas para meus vídeos simples para o site, mas até a versão que vinha no Ubuntu 13.04 eu enfrentava travamentos frequentes dele, na 13.10 não tive mais nenhum problema, mesmo editando vídeos de cerca de 2 horas em 720p. O Openshot é um programa bem fraquinho para te ser bem sincero, não entendo como ele consegue ser o xodó da galera, a sincronia de áudio e vídeo dele é desprezível.
      Nem vou entrar no mérito de atender ou não as necessidades, não conheço o Premiere, mas já me falaram que o kdenlive tem que melhorar muito para chegar perto.
      Aproveitando, já chegou a tentar trabalhar com o Lightworks?

    • Cesar disse:

      Vocês já testaram o Cinelerra? Me pareceu bem completo (e por isso, bem complexo)

  5. Boa tarde Ivan e obrigado.

    Muito legal o seu post.

    sds,

    Marcos Siríaco.

  6. Anderson disse:

    Essa aqui já ouvi tanto de críticos quanto de alguns defensores especificamente sobre o Linux e me causa até indignação: dizerem que “Linux é seguro por ter poucos utilizadores”; não atraindo interesse dos “hackers”(crackers)… Linux é seguro porque precisa ser (plataforma de 90% da internet) e sendo aberto; tem dezenas de grandes empresas de tecnologia e milhares de colaboradores pelo mundo estando de olho ;)

Deixe seu comentário

Website