Apt-get upgrade ou dist-upgrade?

Para quem utiliza o terminal, mesmo que já tenha alguma experiência, a palavra dist-upgrade ainda gera bastante confusão e, ao contrário do que muita gente imagina, não vai atualizar sua distribuição para uma versão mais nova como por exemplo da 14.10 para a 15.04.

Para auxiliar nesta explicação, vou apelar para o manual do comando(man apt-get):

upgrade
upgrade é usado para instalar as versões mais recentes de todos os pacotes presentemente instalados no sistema a partir das fontes enumeradas em /etc/apt/sources.list. Os pacotes presentemente instalados com versões novas são obtidos e instalados; em nenhumas circunstâncias os pacotes presentemente instalados serão removidos, nem pacotes já  instalados serão obtidos e instalados.Os pacotes presentemente instalados com novas versões e que não possam ser atualizados sem alterarem o estado da instalação de outro pacote serão deixados na versão presente. Deve ser executado primeiro um update para que o apt-get fique a saber que estão disponíveis novas versões de pacotes.

dist-upgrade
dist-upgrade adicionalmente a executar a função do upgrade, também lida inteligentemente com as alterações de dependências com as novas versões de pacotes; o apt-get tem um sistema de resolução de conflitos ‘inteligente’, que irá tentar atualizar os pacotes mais importantes a custo dos pacotes menos importantes, caso necessário. Portanto, o comando dist-upgrade pode remover alguns pacotes. O ficheiro /etc/apt/sources.list contém uma lista de localizações de onde obter os ficheiros de pacotes desejados. Veja também apt_preferences(5) para um mecanismo para sobrepor as definições gerais em pacotes individuais.

Resumindo: Os dois comandos irão atualizar os pacotes já instalados no seu sistema, porém o dist-upgrade é mais completo e inteligente. Provavelmente você terá menos problemas futuros se utilizar o dist-upgrade ao invés de utilizar apenas o upgrade.

Ainda ficou alguma dúvida sobre as duas opções do comando apt-get? Mande sua pergunta nos comentários que responderemos assim que possível.

Pacotes otimizados para o seu computador

Se você é louco por desempenho e tem bastante tempo para compilar uma aplicação, o apt-build foi feito para você. A sintaxe do programa é muito parecida com o apt-get, no entanto, o apt-build utiliza os pacotes de código fonte(dev) para fazer as instalações, fazendo com que se ganhe um pouco com desempenho, nem sempre este desempenho ganho vale o tempo para recompilar a aplicação.

Para instalar o apt-build não precisamos adicionar nenhum repositório, ele já faz parte do Ubuntu. Para isto abra o terminal pressionando Crl+Alt+t e digite os seguintes comandos:

sudo apt-get install apt-build

Selecione o nível de otimização que deseja, o nível forte irá levar mais tempo para compilar os programas, mas é o indicado para quem deseja ter o máximo de desempenho com a compilação.

Aceite quando for pedido para adicionar a linha do APT em seus repositórios.

Selecione o seu tipo de processador que será utilizado nas otimizações.

Depois disto é só utilizar o programa na linha de comando. Veja abaixo alguns comandos que serão interessantes para seu uso.

  • apt-build update – atualiza a lista de pacotes
  • apt-build upgrade – atualiza o sistema
  • apt-build install programa – instala um programa
  • apt-build world – recompila todos os pacotes do sistema

Utilizei o nível forte e fiz a instalação do mysql-server em um processador core 2 quad e o tempo de compilação durou um pouco mais de 4 horas.

Fonte: Daniel Costa – TechBlog