Resolvendo problemas ao enviar arquivos para a lixeira

lixeira

Dando uma olhada no canal do IRC do Ubuntu, sim, este canal continua muito vivo hoje em dia, topei com um problema de um usuário( Jairo Augusto dos Santos) que não conseguia enviar arquivos para a lixeira. Ele tinha duas opções, apagar o arquivo sem chances de reparar depois, ou não apagava o arquivo.

Primeiro notamos que a pasta da lixeira estava com o dono setado de maneira errada, estava com o root como dono e grupo. Tentamos alterar o usuário para o usuário que estava sendo utilizado pelo Jairo, mas isto não resolveu o problema.

Alguma pesquisa depois encontrei algumas entradas no Askubuntu onde um usuário citou que apagando a pasta Trash e recriando-a, o problema era resolvido. Tentamos esta solução e ela realmente foia solução para o caso.

Para aplicar esta solução, abra o terminal pressionando Ctrl+alt+t e digite os seguintes comandos:

cd ~/.local/share
sudo rm -r Trash
mkdir Trash && chmod 700 Trash

Pronto, agora tudo está normalizado.

Smartphone com Ubuntu já pode ser comprado por brasileiros

bq aquarios

Uma notícia que quase não dá para acreditar (calma que tem pegadinha). A BQ, empresa espanhola que vem apostando no ainda desconhecido da grande massa, Ubuntu para smartphones, agora está vendendo seus telefones para qualquer parte do planeta em sua loja pela internet.

Os modelos que a BQ está vendendo são o Aquarios E4.5 que custa €169.90 e o Aquarios E5 que custa €199.90. A diferença dos dois aparelhos está no tamanho da tela que no Aquarios E4.5 é de 4.5 polegadas e no Aquarios E5 é de 5 polegadas, além da câmera traseira de 8mpx para o Aquarios E4.5 e 13mpx e dois leds para flash.

Ambos os aparelhos devem funcionar na 3G brasileira devido a trabalharem nas frequências  de 900 MHz e 2100 MHz.

Agora você está esperando a pegadinha né? É simples, estes preços estão sem nenhum imposto e há a gigantesca probabilidade de o aparelho ser taxado ao entrar no país, e o valor do aparelho pode dobrar, ou quem sabe até superar o dobro do valor em impostos.

Se você quer arriscar e depois nos dar a graça de um review, por favor, corre na loja da BQ e compra o teu.

Tecla “?” no Lenovo E431

P_20150807_175919

Tem coisa mais chata do que pressionar uma tecla no teclado e nada aparecer na tela? Para piorar você procura uma segunda opção no teclado e não encontra? Pois é, passei por isso ao reinstalar o Ubuntu no meu Lenovo E431, com os caracterres “?” e “/”, mas não foi difícil encontrar a solução.

A solução para este problema, para quem utiliza Ubuntu e outras distribuições baseadas no Debian, é simples e pelo que pesquisei se aplica a vários outros modelos da Lenovo vendidos no Brasil.

Para resolvermos de vez este problema, abra o gedit pressionando a tecla Super(também conhecida como tecla Windows) e digitando gedit. Ao aparecer o ícone do Editor de Texto, clique nele para abrir o programa.

Vá no menu Arquivo, Abrir e vá na pasta home(provavelmente já irá abrir nesta pasta). Pressione as teclas Ctrl+h para mostrar os arquivos ocultos e abra o arquivo com nome .xsessionrc. Se ele estiver vazio, copie e cole o conteúdo abaixo.

#!/bin/bash
setxkbmap -model thinkpad60 -layout br

Salve o arquivo e encerre a sessão e entre com seu usuário e senha novamente. Pronto, o problema das teclas estará resolvido.

Se este tutorial resolveu o seu problema em outro modelo de notebook, não esqueça de deixar um comentário dizendo o modelo do seu notebook para que mais pessoas sejam beneficiadas.

Esta dica também pode funcionar em outras distribuições não baseadas no Debian, mas não fiz este teste para ter certeza.

Apt-get upgrade ou dist-upgrade?

Para quem utiliza o terminal, mesmo que já tenha alguma experiência, a palavra dist-upgrade ainda gera bastante confusão e, ao contrário do que muita gente imagina, não vai atualizar sua distribuição para uma versão mais nova como por exemplo da 14.10 para a 15.04.

Para auxiliar nesta explicação, vou apelar para o manual do comando(man apt-get):

upgrade
upgrade é usado para instalar as versões mais recentes de todos os pacotes presentemente instalados no sistema a partir das fontes enumeradas em /etc/apt/sources.list. Os pacotes presentemente instalados com versões novas são obtidos e instalados; em nenhumas circunstâncias os pacotes presentemente instalados serão removidos, nem pacotes já  instalados serão obtidos e instalados.Os pacotes presentemente instalados com novas versões e que não possam ser atualizados sem alterarem o estado da instalação de outro pacote serão deixados na versão presente. Deve ser executado primeiro um update para que o apt-get fique a saber que estão disponíveis novas versões de pacotes.

dist-upgrade
dist-upgrade adicionalmente a executar a função do upgrade, também lida inteligentemente com as alterações de dependências com as novas versões de pacotes; o apt-get tem um sistema de resolução de conflitos ‘inteligente’, que irá tentar atualizar os pacotes mais importantes a custo dos pacotes menos importantes, caso necessário. Portanto, o comando dist-upgrade pode remover alguns pacotes. O ficheiro /etc/apt/sources.list contém uma lista de localizações de onde obter os ficheiros de pacotes desejados. Veja também apt_preferences(5) para um mecanismo para sobrepor as definições gerais em pacotes individuais.

Resumindo: Os dois comandos irão atualizar os pacotes já instalados no seu sistema, porém o dist-upgrade é mais completo e inteligente. Provavelmente você terá menos problemas futuros se utilizar o dist-upgrade ao invés de utilizar apenas o upgrade.

Ainda ficou alguma dúvida sobre as duas opções do comando apt-get? Mande sua pergunta nos comentários que responderemos assim que possível.

Vídeos H.265 no Ubuntu

vídeo h.265 no ubuntu

Olá pessoal, estavam com saudades? Aos poucos a vida se arruma, eu tomo vergonha na cara e voltamos as atividades normais.

Como o tempo é sempre curto, nunca consigo acompanhar minhas séries favoritas nos horários em que são exibidas na televisão e como não sou nenhum magnata para pagar televisão a cabo e netflix, acabo que tenho que encontrar alternativas para assistir ao conteúdo que gosto. Em uma destas alternativas acabei esbarrando em alguns episódios codificados em H.265, dizem as más linguas que será o sucessor do h.264, e claro que não foi automático para meu Ubuntu 14.04 dar play no vídeo, apenas o áudio funcionou.

Como não sou de me conformar, fui para a internet e encontrei um PPA que resolveu meu problema. Veja abaixo como adicionar o suporte a H.265 no seu Ubuntu também.

Para sermos mais práticos(dá para fazer só usando a interface gráfica, mas no terminal é mais rápido) abra o terminal pressionando as teclas Ctrl+Alt+t.

Com o terminal aberto, digite os seguintes comandos(sempre dando Enter no final de cada linha):

sudo apt-add-repository ppa:strukturag/libde265
sudo apt-get update
sudo apt-get install gstreamer0.10-libde265 gstreamer1.0-libde265 vlc-plugin-libde265

Pronto, agora é só curtir o seu vídeo em H.265, simples assim.

Opencast #39 – Netflix e Android Pirulito

opencast-39-netflix-android-pirulito

Olá galera, o Opencast está de volta mais uma vez e agora temos algumas novidades. Se tudo der certo, e é o que parece porque estou postando este episódio, o Opencast passará a ser semanal mas com o tempo reduzido.

Neste tempo que ficamos em um hiato, eu(Ivan) não fiquei parado e dei uma estudada na edição e consegui acelerar bastante o processo.

Vamos logo ao episódio. Neste episódio Ivan, Diego e Og Maciel falamos um pouco sobre o Netflix e sua chegada ao Linux de vez, mesmo nos obrigando a utilizar o Google Chrome, mais uma cidade Alemã que migrou para Linux, Ubuntu 14.10, aniversário de 10 anos do Ubuntu, Android Pirulito e outra cositas mais.

Lembramos a todos que este é o último episódio do Opencast a ser publicado no ubuntero.com.br e tecnologiaaberta.com.br. Os próximos episódios serão publicados exclusivamente no tecnologiaaberta.com.br. Quem assinou o feed pelo link do iTunes, não precisa fazer nada, eu consegui o impossível e mudei o domínio do feed sem mudar o feed do iTunes.

Se você é do Rio Grande do Sul ou Santa Catarina e precisa de serviços de cabeamento estruturado, câmeras de segurança dentro do padrão de cabeamento estruturado, nobreaks(venda e manutenção), som ambiente, equipamentos de informática de padrão corporativo ou ainda consultoria na área de T.I., não deixe de entrar em contato com nosso patrocinador Dataware pelo telefone (54) 3712 0177.

Links do episódio

Twitter: @tecnologiaabert

Facebook: http://www.facebook.com/tecnologiaaberta

Google+: Tecnologia Aberta

Youtube: Tecnologia Aberta

E-Mail: opencast@tecnologiaaberta.com.br

Feed do Opencast: http://tecnologiaaberta.com.br/feed/opencast/

iTunes: http://itunes.apple.com/br/podcast/id424732898

Créditos das músicas usadas neste programa:
Josh Woodward

Vivid Vervet será o nome do Ubuntu 15.04

vervet4-small

Como de costume, nem foi lançada a versão final do Ubuntu 14.10 e já temos o nome da próxima versão. O nome escolhido por Mark Shuttleworth foi “Vivid Vervet”.

O Ubuntu 15.04 será lançado em abril de 2015 e já sabemos que não trará o Unity 8 com o servidor gráfico Mir por padrão. Vamos esperar para ver o que esta versão nos trará de novidades além do mascote, já que a versão 14.10 está bem decepcionante em novidades.

Ubuntu Day Hortolândia 2014

Dia 29 de novembro acontecerá em Hortolândia o Ubuntu Day Hortolândia 2014, realizado pela comunidade oficial Ubuntu no Estado de São Paulo (LoCo Team Ubuntu São Paulo). O evento tem como objetivo a troca de informações e partilha de conhecimento de forma livre e aberta a todos.

A primeira edição do evento foi no ano de 2013 na sede social do Sport Club Corinthias, na cidade de São Paulo, o Ubuntu Day marcou a reestruturação da comunidade Ubuntu com as demais comunidades de Software Livre e Open Source. Neste ano, o Ubuntu Day será realizado na cidade de Hortolândia, no Instituto Federal São Paulo Campus Hortolândia. Hortolândia é uma cidade pertencente à região metropolitana de Campinas e sede de importantes empresas no segmento de tecnologia, dentre elas IBM e DELL. Formatado de maneira modular, o Ubuntu Day é um evento a ser levado para todo o estado de São Paulo, de forma a garantir a inclusão das comunidades distantes da capital.

Contando com a presença de palestrantes de grande representatividade no cenário de Software Livre e Open Source, o Ubuntu Day Hortolândia 2014 terá a presença de representantes da Fundação Mozilla e Fedora, além de diversos colunistas de portais online como Seja Livre e iMasters.

O evento é aberto ao público e tem entrada gratuita, devendo o interessado apenas fazer sua inscrição no endereço www.ubuntubrsp.org/ubuntuday para reservar a vaga.

Opencast #38 – Rede Espírito Livre

opencast-38-rede-espirito-livre

Capa do episódio desenvolvida por Eduardo Barbosa @_edmb

Está no ar mais um episódio do Opencast e neste episódio temos a participação mais do que especial do João Fernando da Rede Espírito Livre. O episódio está muito bacana, conversamos sobre todos os projetos da Rede Espírito Livre como a revista, eventos e os vídeos, passando por uma aula sobre fontes e uma boa discussão sobre a realização de eventos.

Gostaríamos de lembrar a todos que devem atualizar seus feeds do opencast pois este mudará de endereço e passará a ser hospedado no site tecnologiaaberta.com.br. Por enquanto, os episódios estão sendo publicados em paralelo, mas em breve serão publicados exclusivamente no site tecnologiaaberta.com.br.

Links do episódio

Twitter: @tecnologiaabert

Facebook: http://www.facebook.com/tecnologiaaberta

Google+: Tecnologia Aberta

Youtube: Tecnologia Aberta

E-Mail: opencast@tecnologiaaberta.com.br

Feed do Opencast: http://tecnologiaaberta.com.br/feed/opencast/

iTunes: http://itunes.apple.com/br/podcast/id424732898

Créditos das músicas usadas neste programa:
Josh Woodward

Meizu responde algumas perguntas sobre o Ubuntu Touch

meizu-mx3-ubuntu

A notícia não é tão nova, mas é importante. Durante a Asia Expo a Meizu mostrou o Ubuntu Touch rodando em seu aparelho MX3, um smartphone de respeito com tela de 5.1 polegadas, processador de 8 núcleos, câmera de 8 mega pixels, 2 GB de memória e processador gráfico de 3 núcleos.

As repostas dadas pela empresa não são as mais animadoras. A primeira pergunta foi “Por que o sistema está levando tanto tempo para ser finalizado?”

R: Eles(Canonical) não conhecem muito bem o hardware de um smartphone e existem algumas deficiências nos drivers utilizados. O bom desta reposta é que a Meizu e a Canonical estão tendo tempo para fazer um sistema livre de bugs e muito estável, livre da lentidão vista em alguns momentos nas demonstrações.

A segunda pergunta foi relativa a data de lançamento do primeiro aparelho com Ubuntu de fábrica.

R: Infelizmente não existe um calendário, apenas a certeza de que usuários do MX3 serão os primeiros a poder desfrutar da versão final do Ubuntu Touch.

Sei que não são as respostas que todos gostaríamos de ler, mas são as únicas que temos por enquanto.